Patrocínio

Patrocínio

terça-feira, janeiro 31

Donald Trump é tudo o que mundo não precisava neste momento

O homem que pode jogar o mundo no caos...
Eu não teria votado em Donald Trump se tivesse direito a votar. Jamais apeteceu-me o tipo de pessoa que ele é: exagerado, destrambelhado e que acha que pode tudo. E o que é pior: com ideias tão absurdas que parecem surreais. Ele venceu as eleições porque conseguiu cativar um eleitorado que estava carente de alguém que o representasse. E que eleitor é esse? Aquele que acha que negros, mulheres, gays e estrangeiros são inimigos do "branco hétero nativo" da América. E eles foram às urnas em quantidade massiva para eleger o, disparadamente, pior homem a ocupar a Casa Branca. 

Trump, em apenas 11 dias, conseguiu levantar a ira do mundo. Comprou briga com a China ao conversar com Taiwan, que a primeira não reconhece como nação, para voltar atrás e dizer que apenas queria forçar uma barganha com Pequim, irritando assim Taiwan e meio mundo. Vetou a entrada de cidadãos de 7 países islâmicos, voltou atrás quanto aos que já tenham Green Card ( visto permanente ) e demitiu a Promotora de Justiça porque está disse o óbvio de que a medida era ilegal.

Ele, curiosamente, não se dá conta de que o mundo livre como o conhecemos hoje é uma criação de Washington. Sim, isso mesmo. Você quer comprar coisas que muitas vezes não precisa, porque o "american way os life" ( modo de vida americano ) foi exportado a partir do pós-guerra. Comer tortas, beber coca-cola, vestir-se de modo diferente, ouvir rock ( melhor parte para mim ), sentar-se com a família na frente de uma TV... os ideais de liberdade idem. A mais longa Democracia do mundo contemporâneo é a terra do Tio Sam, desde 1776 sem passar por um único processo de ruptura constitucional, isso tendo passada por uma Guerra Civil, duas grandes guerras mundiais e diversos conflitos com outras nações. Claro e evidente, que muitas vezes isso foi ao custo de mortes em outras nações. Mas os EUA é o ideal de país que somente os ultra radicais socialistas não querem ( estes querem que Cuba fosse o modelo mundial ).

Donald Trump vai contra tudo isso e muito mais. Num mundo que prega a Globalização ( outro valor do Tio Sam ), o Presidente da hora prega o contrário. Quando o mundo ficou mais livre de barreiras foi quando os EUA mais cresceram, espalhando multinacionais por todos os cantos do planeta. O que Trump prega vai gerar retrocessos imensos. E se fossem apenas em questões econômicas já seria algo grave, mas tem mais: na área social será pior. Ele é contra o direito de Gays. Eu até acho que os partidos de esquerda exageram nesta seara, mas não dá para ser contra. Acontece que Trump e seus seguidores são contra tudo nesta área. O mesmo para negros e estrangeiros. Lembrando que, a rigor, toda pessoa que não descenda de índios é estrangeiro. Em suma, Trump é estrangeiro também, porque duvido que descenda de índios Sioux ou Apache.

A Presidência de Obama trouxe um status de normalidade internacional. E não, eu não o acho um gênio, mas ele foi muito melhor do que pregam alguns. Ele recebeu a maior crise desde 1929 ( para alguns maior do que esta ) e deixou o país quase no pleno emprego, crescendo e com perspectivas positivas. Trump não me parece que vá conseguir manter isso ou evitar que piore.

O mundo estaria melhor com Hillary Clinton? Creio que sim. Mas foi Trump quem venceu segundo as regras do jogo. Só não sei se ele termina o mandato dessa maneira louca com a qual tem governado. E o mundo não precisava disso...

sábado, janeiro 28

Eike Batista foragido e um vídeo sobre a corrupção no Rio de Janeiro

O trio reunido: uma perdeu o mandato, outro está preso e o outro ninguém sabe onde está...
Eike Batista. Um nome que dará o que falar durante muitos e muitos anos no Brasil e no Mundo. Durante um período entre o fim dos anos 2000 e os primeiros dessa década, ele foi o homem mais rico do Brasil e chegou a ocupar o sétimo posto na lista da Forbes dar maiores fortunas do mundo. Ligado ao setor de Mineração e Petróleo, o empresário ousou afirmar a vários setores da imprensa nos EUA que em pouco tempo seria o mais rico do mundo. Tudo virou pó em tão rápido quanto a ascensão.

Diante do escândalo da Lava Jato, que explora os desmandos na Petrobrás e basicamente no Estado do Rio de Janeiro, era praticamente impossível que ele não estivesse envolvido. Sua primeira participação foi quando ele, voluntariamente, resolveu dar depoimento à Polícia Federal onde disse que o ex-Ministro Guido Mantega teria pedido a ele 5 milhões em 2012 para pagar despesas de campanha petista. Suspeita-se que esta grana pagaria contas da eleição de Dilma em 2010.  Mantega nega, mas quem pode acreditar nele quando tantos e tantos membros do Governo de Dilma ( e também de Lula ) pediram montantes aos empresários beneficiados pelo Governo?

Pois bem, Eike teve sua prisão preventiva decretada nesta quinta, mas ele não estava mais no Brasil. Embarcou na terça, com passaporte alemão, para Nova Iorke. E agora é um fugitivo da justiça, tendo sido anunciada a Interpol na tentativa que ele seja preso. Contudo caso entre na Alemanha usando passaporte de cidadão alemão ele estará "seguro", uma vez que inexiste acordo de extradição entre Brasil e Alemanha. Além disso, por supostamente entrar como cidadão alemão, ele espera contar com a benevolência do Governo daquele país, que não extradita seus cidadãos que cometeram crimes.

A questão que fica é: alguém avisou Eike ou não? Pareceu-me muito estranho ele viajar ( e existem imagens de que ele praticamente não levou bagagem ) assim tão próximo de sua prisão ser decretada e sem comprar passagem de volta, sem poder justificar viagem a negócios. O fato é que ele fugiu.

Eike Batista, podemos assim resumir, é uma cria do Governo Lula e foi muito explorado por Dilma em seus dois primeiros anos de seu - nefasto - Governo. Com o canteiro de obras que se tornou o Rio de Janeiro por causa da Copa e, sobretudo, das Olimpíadas o estado recebeu muitos recursos e isso claro, abasteceu os propinodutos que por sua vez irrigaram os bolsos de muitos. Sérgio Cabral está preso, mas mesmo assim recebeu uma terceira prisão preventiva. O Comperj - que seria um dos maiores complexos do mundo - está paralisado e muito grana foi roubada. E claro, a ex-Presidente Dilma era aliada firme tanto do agora presidiário Sérgio Cabral quanto do foragido Eike Batista, mas ela - claro - não assumirá isso. 

Para melhor entender o que este post quer dizer, deixo este vídeo para o conhecimento dos amigos leitores, onde aparecem Eike, Sérgio Cabral e Dilma:


quarta-feira, janeiro 25

A Paz é sempre o melhor caminho...



Agradeço a Deus que o ocorrido comigo e minha família tenha terminado em paz. Uma conversa franca e amistosa entre pessoas de bem na noite desta terça, colocou tudo em pratos limpos e a paz foi selada, o que sempre foi o meu primeiro - e único - objetivo.

Agora olharei para frente, para onde deve-se focar. Reforço minha fê nas pessoas e em seus verdadeiros compromissos, como sempre fui ensinado desde criança pelos meus pais, tios e os saudosos avos. 

Deus, em sua infinita bondade, concedeu-nos um livramento e uma oportunidade de estreitamento de laços de amizade com pessoas que prezo e com outras que nem mesmo conhecia antes de sábado. Sendo esta a vontade de Deus pai, aproveitemos esta chance. 

Agradeço em nome de minha família todos os que nos apoiaram, de uma forma ou de outra. Suas palavras foram importantes e jamais esqueceremos delas.

E, claro, seguirei defendendo aquilo em que acredito, inclusive com mais força e coragem. Sem nunca esquecer de que temos que aprender sempre mais a cada dia, com cada percalço, com cada dificuldade.

sexta-feira, janeiro 20

Questão pertinente de um leitor sobre água e os possíveis problemas da falta dela


Um leitor, mais uma vez de forma anônima, respondeu a questão da falta de água e traz uma questão pertinente sobre problemas decorridos da incompetência da COMPESA:

Sorte nossa que Januário e sua equipe não gerencia o Rio São Francisco. Vejo muitas cidades que são abastecidas por barragem mas que não tem rodízio tão severo como o de Salgueiro que é abastecido por um Rio permanente. Outro fator importante: muita gente não tem atentado que a questão da falta de água em Salgueiro pode impulsionar uma calamidade em termos de Aedes Egypt e as doenças dele decorrentes como Zika e dengue. Muita gente que não tem condição de comprar reservatórios tem armazenado água em baldes, tambores, bacias, canecos, etc. Imagine o tamanho do problema que se avizinha, Flávio! Vamos debater sobre isso?

A internet é uma benção. Porque tudo que trouxe-nos um mundo de opções de assuntos e formas de debatê-los. O Blog permite comentários anônimos e a maioria deles são publicados, só excluo os que fogem totalmente do aceitável. O que eu postei acima é daqueles que temos que fazer um quadro e colocar na parede. Retrata não apenas o descaso da COMPESA, como desnuda a mentira da seca do Rio São Francisco e ainda toca num ponto crucial: a saúde pública com o mosquito Aedes Egypt.

Realmente é algo preocupante, porque a população está fazendo de tudo para armazenar água. Estamos correndo um risco grande e isso é aumentado pelo excesso dos reservatórios improvisados. Assim a COMPESA poderia - indiretamente - contribuir para um mal maior. 

O leitor foi preciso na postagem do comentário. E por isso foi postado.

O que acontece na Lava Jato com a morte de Teori Zavascki?

Ministro morreu nesta quinta ( 19 ) em acidente aéreo...

Uma perda terrível. Teori Zavascki morreu ontem em um acidente aéreo perto da cidade de Parati ( RJ ). As causas do acidente ainda são desconhecidas, mas especialistas especulam que o mal tempo tenha sido determinante. Chovia forte na hora do acidente e nuvens escurar dificultavam muito a visibilidade do voo. O que num aeroporto sem Torre de Comando nunca é uma boa combinação. Morreram além do Ministro do STF outras 4 pessoas, dentre elas o dono da Aeronave Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, dono de uma rede de Hotéis.

Com o falecimento de Zavascki, a Suprema Corte fica com 10 Ministros. Mas a perda vai além: fica vago também o cargo de Relator da Operação Lava Jato. Teori tinha encurtado as férias para dar celeridade ao processo, que recebeu em Dezembro as delações de Marcelo Odebrecht e mais 76 pessoas ligadas à Construtura ( entre Diretores e ex-funcionários ). Buscava assim fechar o cerco sobre os políticos envolvidos com o escândalo. Sem ele, o processo fica imediatamente suspenso. porque somente um Ministro designado para tal fim pode assinar documentos sobre o processo.

Como, então, será dado prosseguimento ao processo? Existem três possibilidades previstas no Regimento e uma outra nunca usada, que viria a calhar neste caso:
  • O Ministro que virá a ser indicado pelo Presidente Temer e, se for, aprovado pelo Senado herda todos os processos que estavam sob os cuidados de Zavascki. É o que diz artigo do Regimento Interno do próprio Supremo. Neste caso Temer e todos os políticos envolvidos indicariam alguém que comandaria o processo;
  • A Presidente da Corte, Carmem Lúcia, pode sortear dentre os Ministros da 2ª Turma do Supremo, segundo outro artigo do mesmo Regimento. Compõem esta turma Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Celso de Melo e Gilmar Mendes. Seguindo este artigo um destes 4 seriam o novo Relator do Processo. Nem preciso dizer que Dias Toffoli seria um desastre para o prosseguimento da Operação Lava Jato;
  •  Acontece que pela Constituição Presidente de Poderes somente podem ser julgados pelo Pleno do Supremo. Como o Presidente Temer ( República ), Renan ( Senado ) e Maia ( Câmara ) estão citados, o sorteio segundo outro artigo teria que envolver todos os Ministros, menos a Presidente. E aqui podeira cair no colo de Roberto Barros, o SEBOSO;
  • Por fim, a Presidente Carmem Lúcia pode declarar a excepcionalidade do caso e determinar ela mesma quem seria o Relator. Pelo perfil dela e analisando o histórico, não devemos ver isso acontecer.
O fato é seja qual for a medida adotada pelo Supremo, o Processo ficará parado um pouco. Não tem como termos andamento sem Teori e a Corte é dada a lentidão em suas ações. Seria o caso deixar de lado a letargia corrente e ser mais ágil, mas eu não conto com isso.

Quem sai ganhando? Todos os envolvidos na corrupção, porque ganharão tempo que não merecem. Mas é a vida. E antes que alguém pergunte: eu não acredito em teorias da conspiração derrubando aviões com Ministro do Supremo dentre dele. Até que apareça prova, foi apenas mais um trágico acidente aéreo. 

quarta-feira, janeiro 18

Outra resposta à questão de um leitor, desta vez sobre médicas Cubanas em Salgueiro

Prefeito Clebel ladeado por duas médicas cubanas, recém chegadas em Salgueiro...

Um leitor, que preferiu não se identificar, postou esse comentário no Blog, na postagem sobre a resposta a outro leitor quanto a COMPESA:

O que o blogueiro acha da chegada das médicas cubanas que foram recepcionadas pelo Sr Prefeito? Lembrando que tal assunto já foi objeto de crítica de sua parte.

Minha opinião segue sendo a mesma de antes: sou contra o Programa Mais Médicos como ele - ainda - funciona e é muito fácil para mim dizer isso. Primeiro porque eu jamais fui simpático ao Regime Ditatorial dos irmãos Castros. Segundo porque do modo como foi formatado pelo Governo da ex-Presidente Dilma Rousseff ele só serve para garantir recursos ao Governo de Havana ( que fica com 80% do que paga o Brasil ) e não para os cubanos. E por fim porque restou provado que isso não trouxe melhoria significativa na saúde de nosso país.

Se o Governo Federal oferece profissionais e isso ajuda Salgueiro, não vejo porque o Prefeito Clebel Cordeiro deveria recusar. O Governo Federal para os salários das duas médicas e isso em época de vacas magras cai bem. Quanto Tania Yanet Martinez Galainena e Elayne Unday ( nesta ordem na foto que ilustra este post ), se elas acham que são livres sendo - na prática - escravas, o problema é delas.

Essa é minha opinião. A mesma de antes. E será a mesma enquanto Cuba for uma Ditadura. Mesmo que pessoas como Tania e Elayne pensem o contrário.

terça-feira, janeiro 17

Técnicos do MEC e da Univasf visitam Salgueiro e estudam implantação de campus universitário

Equipe do Ministério vistoriou locais em Salgueiro

Uma comissão de técnicos do Ministério da Educação e da Univasf (Universidade Federal do Vale do São Francisco), estiveram no município de Salgueiro na manhã desta segunda-feira (16), para conhecerem a
 infraestrutura de espaços onde deverá ser implantado um campus daquela instituição superior de ensino.

Inicialmente, eles se reuniram no gabinete do prefeito Clebel Cordeiro, ocasião em que também estiveram presentes os prefeitos de Serrita (Erivaldo Oliveira), Cedro (Antonio Leite), Mirandiba (Rose Cleia) e o secretário de governo de Verdejante, Héder Bezerra. São municípios que integram o Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Sertão Central (Cindesc), e que deverão ser beneficiados com a universidade do sertão em Salgueiro.

No encontro, Clebel falou da disponibilidade de Salgueiro em receber a universidade, um projeto inicial de sua gestão que ele passa para o interesse comum dos municípios adjacentes, através do consórcio. “Será um benefício amplo que se estenderá a toda a região do sertão central, e essa é uma reivindicação de todos nós gestores”, disse Clebel.

A intenção dos prefeitos é que a universidade chegue com 5 cursos, mas alguns dos técnicos presentes ponderaram que inicialmente serão de 2 a 3 cursos a serem escolhidos posteriormente. O Assessor da Reitoria da Univasf, Raoni Gonçalves, avaliou a visita como bastante positiva para se ter uma noção de localidade.

“Tanto o reitor como o MEC têm essa demanda para implantação de uma universidade nesta região”, disse ele. “É uma região que engloba vários municípios e Salgueiro vem a ser o local importante para compor essa instalação. A nossa visita avaliou alguns pontos como infraestrutura e os cursos a serem implantados”, relatou Raoni.

Além dele, estiveram presentes pela Univasf o assessor de Infraestrutura, Sérgio Motta; o prefeito universitário, José Edilson Júnior; e o assessor de projetos de instalação, Leonardo Cavalcanti. Pelo Mec, estiveram em Salgueiro o Diretor de Desenvolvimento, Mauro Roberto; e o Assessor Especial daquele ministério, Alan Torres.

O prefeito Clebel Cordeiro conduziu os visitantes para conhecerem duas instalações como possíveis locais para instalação da Universidade. O primeiro foi um prédio na Avenida Agamenon Magalhães e, em seguida, eles conhecerem várias instalações do subsolo e pavimentos superiores do Salgueiro Shopping.

domingo, janeiro 15

Blog responde a internauta sobre texto da falta d'água

Falta de água atinge a todos em Salgueiro...
Um cidadão - muito bem informado quanto as coisas da COMPESA - postou o seguinte comentário:

Esse Flávio Vieira, tem uma fala de quem realmente não conhece a realidade hídrica do estado de Pernambuco.
1ª Pernambuco e o estado com pior disponibilidade hídrica do país;
2ª A Seca que afeta todo o Pernambuco, Paraíba e Ceará, obriga as cidades a trabalharem em rodizio, para que os mananciais não entrem em colapso tão rápido;
3º Cidades do Agreste como Caruaru e Capina Grande possuem um rodízio de 28 dias sem água e apenas 2 dias de água;
4ª A Compesa e demais Concessionárias deveriam em situação como essa, de crise hídrica, elevar a tarifa, assim como fez o estado de São Paulo, como forma de garantir pelo menos o abastecimento por rodízio.
Realmente esse blogueiro não tem nenhuma instrução e fala sem conhecimento de causa, não faz pesquisa, tipico de um falso jornalista.

Inicialmente respondo que não sou Jornalista. Sou isso sim um Blogueiro. E antes de adentrar na resposta quero deixar claro que não me ofende citarem que não sou Jornalista, o que me ofende é a baixa ironia como fez o leitor com o "típico de um falso jornalista". Adiante...

1 - Existe sim uma crise hídrica e eu não a ignoro, apenas não a aceito como responsável TOTAL do racionamento eterno em que vivemos. O problema de falta de água atinge a todos e precisamos sim ter um consumo mais racional. É um fato, não vontade de casa um;

2 - A seca não é a única resposta a isso. Qual obra foi feito para Salgueiro e Região nos últimos 15 anos? Faltou planejamento estratégico e investimentos. Outra vez não é questão de gosto e sim a realidade;

3 - Conversei com um amigo de Caruaru e ele me falou que na maior parte da cidade o rodízio é de 12 dias sem água e 4 com água. Trocando em miúdos seriam 3 dias sem água para 1 com água. Se quiserem trocar ainda mais em outras palavras: esta área de Caruaru ( a maior parte da cidade ) tem água tantas vezes quanto Salgueiro. O que muda é que lá o período sem água é bem maior, mas o período com água também é. Ele, contudo, disse que em um pequeno setor da cidade realmente é 2/14. Até por isso é que a COMPESA está construindo uma Adutora saindo do São Francisco para levar água até Caruaru. E aqui volto a frisar: se tem água no Rio São Francisco para levar e melhorar o abastecimento de Caruaru ( apenas 6 vezes maior que Salgueiro ) porque o nosso só piora ano após anos?

4 - Cobrar mais caro pelo péssimo serviço que presta? Lembro ao amigo leitor que a Sabesp presta um serviço melhor do que a COMPESA, mas ficou sem água para fornecer. A COMPESA tem água, não tem é competência ( seja ela financeira ou administrativa ) para fornecê-la regularmente aos salgueirenses. Cobrar mais caro por algo que já não faz com qualidade a mais de 15 anos seria a tampa no caixão do Governo Estadual, comandado pelo desastroso Paulo Câmara.

Ademais, convido o amigo leitor a sair às ruas com esse seu discurso e verificar quantos salgueirenses concordarão com o amigo. Mas não escolha apenas pessoas dentro de um grupo favorável à COMPESA...

sábado, janeiro 14

E não é que o Gerente Regional da COMPESA falou sobre o Racionamento? E o Blog tem algo a dizer sobre isso

Januário deu entrevista essa semana...
A COMPESA - a quem "carinhosamente" chamo de Companhia Pernambucana do Sofrimento Alheio - é de longe a mais reprovada de todas as prestadoras de serviços aqui em Salgueiro. E possivelmente a seja no Estado inteiro. Asseguro que de cada 10 pessoas pelo menos 8 reprovem a maneira como a empresa atende(??) aos salgueirenses, com um racionamento que perdura desde tanto tempo que talvez nem saibamos mais quando o mesmo começou...

Pois, agora em Janeiro completou-se 10 anos que o Gerente Regional é o mesmo: Januário Nunes de Carvalho. Seguramente ele deve é a pessoa mais criticada em Salgueiro hoje. Nem mesmo o Presidente Temer ou qualquer outro político consegue super´á-lo nisso. A culpa é dele? Talvez nem seja, mas é claro que todos deslocam suas críticas para ele porque - afinal - ele é quem comanda a Regional Salgueiro. As pessoas criticam Presidentes, Governadores e Prefeitos muitas vezes por coisas que eles não fizeram diretamente, mas por terem o comando de algo sempre são os mais criticados. E, claro, não seria diferente aqui.

Acontece que o Blog de Claudionor Cavalcante trouxe essa semana uma matéria com falas de Januário. E elas não se sustentam e irei mostrar porque mais abaixo. Antes de prosseguir, um adendo importante: sou cidadão antes de ser consumidor dos serviços ( péssimos da COMPESA ) e portanto pago duas vezes pela água. Sim, duas vezes: com meu imposto e com meu consumo de água. Adiante com os comentários:

Antes de mais nada, o Gerente nos informou que, ao contrário do que todos imaginam, o cargo de gerência é nomeado pela diretoria, POR CRITÉRIOS TÉCNICOS E NÃO POR INDICAÇÃO POLÍTICA hoje na empresa apenas Engenheiros do quadro pessoal da COMPESA podem exercer o cargo de GERENTE.
Januário já começa mal, muito mal sua fala. Alguém ai acredita que do nada o então Governador Eduardo Campos resolveu nomeá-lo em Janeiro de 2007 Gerente Regional? Pois é, o fato dele ser aliado do ex-Prefeito ( a época vice ) Marcones Libório também não teve peso algum? Tá bom então...

Gerente na Compesa é nomeado pela diretoria, por critério técnico, não tem indicação política. O que existe é uma avaliação de desempenho de seus empregados e cumprimento do Plano de Metas da empresa, cujas reuniões de avaliação são mensais. Quem não tem competência não se estabelece. Onde tiver um gerente da Compesa é porque tem competência e ainda a nossa gerência é denominada Gerência De Unidades de Negócios do Sertão Central, responsável pelo abastecimento d’água em 10 municípios, atendendo uma população de 250.000 habitantes em toda região. No plano de metas tem os indicadores de cada gerência que são avaliados mensalmente. Farol verde para quem atingir 100% dá meta, amarelo 95% e abaixo disso farol vermelho, daí a metodologia de avaliação.
"Quem não tem competência não se estabelece". Ou a COMPESA tem critérios diferentes para definir o que seja competência ou a população de Salgueiro é de uma ingratidão com Januário que eu nem dimensionar. Porque se abaixo de 90% da META é ruim e segundo a COMPESA aqui não é RUIM, eu fico com muito medo de saber o que seria ruim para nossa população...

A seca tem afetado direto e indiretamente a performance dos nossos sistemas de abastecimento d’água. As metas são corporativas da Compesa, traçadas pela área de planejamento e validadas pela Diretoria Colegiada dá empresa…”.
Ah essa seca... desde o fim dos anos 90 que convivemos com racionamento em maior ou menor nível. Desde o início dos anos 2000 que já se sabia que a Adutora precisava de um aumento em sua capacidade. Como desde 2007 ele está no posto atual, acho que o mesmo quer que aceitemos que desde então só tivemos anos SECOS. E sendo assim, só quando o Rio São Francisco viver uma cheia plena é que teremos água todos os dias nas torneiras. Quanto as metas... bom, melhor deixar pra lá né?

Finaliza informando que em 2015, recebeu o prêmio de melhor desempenho por quadrimestre de Pernambuco, cuja foto estampa esta matéria.
Tipo assim, em que mundo uma Gerência com tal alto grau de reprovação da população que atende(??) pode ser premiada? Só no mundo invertido, claro. Se ela for mesmo a melhor dentre todas, tendo superado as metas da COMPESA, acho melhor nos mudarmos de Estado ou até mesmo de país...

01 – Foi baixada uma portaria pela Gerência Regional impedindo a liberação de água sem tratamento. Este fato afeta diretamente as populações das localidades rurais (principalmente Uri e Alazão), já que os ramais existentes derivam diretamente da Adutora, não passando pela estação de tratamento d’água.
Talvez a única coisa sensata na fala dele seja esta parte. Talvez...

02 – A Adutora não comporta a quantidade d’água necessária ao abastecimento total do município, necessitando de um aumento em sua estrutura. Este problema é agravado por ligações clandestinas na área rural, para plantio, que em média desviam 30% do total que deveria chegar a estação de tratamento.
Eu sei disso desde 2002. Ele também sabe. O Governo do Estado - á época Jarbas Vasconcelos - também sabia, bem como o anterior um tal de Miguel Arraes. E nada foi feito para melhorar ou evitar a piora da situação. NADA. Quanto ao roubo de água, também é histórico e também não foi resolvido, mas este último não depende da vontade dele, é preciso pontuar...

03 – A crise hídrica que atingiu nosso País, com redução da capacidade do Rio São Francisco.
Essa tese não se sustenta. E é fácil para mim provar isso: não me consta que isso afete Ouricuri e Região, cuja água é captada em Orocó. E a mesma COMPESA da qual Januário é funcionário, está construindo um Adutora para levar água até - atenção - Caruaru e Região!!! Alguém pode argumentar que a captação dar-se-á em um canal da transposição e não diretamente no Rio São Francisco. Mas como captar água para a Tranposição se o Rio não tem água, pois o nível está baixo? Além do mais não existe nenhum grande afluente para despesar grande quantidade água depois de Cabrobó, onde é feita a captação da água que recebemos? Isso sem falar que só Caruaru é maior do que toda a Região que Januário comanda ( ele mesmo disse 250 mil pessoas e a Capital do Forró tem 330 mil habitantes ). Não se sustenta tal afirmação. Até porque, ao passar por Cabrobó o nível do Rio tende é diminuir e não aumentar, porque existem outras cidades captando água, não é mesmo?

04 – Informou que havia projeto para construção de uma nova adutora, paralela a existente, que foi abandonado, tendo sido criado outro projeto, desta feita aproveitando a água da transposição do rio São Francisco, com a criação de lagoas de tratamento ainda na zona rural, o que resolveria tanto o problema do abastecimento da cidade como a liberação de novos ramais para as localidades de Uri e Alazão e tantas outras que necessitassem.
Aqui é outro fato que não se sustenta: como eu disse o problema é anterior a chegada de Lula a Presidência. E a Transposição somente foi iniciada em 2007. no segundo mandato do ex-presidente. Mas agora virou uma bengala que ele usa a todo custo. E que alguns aceitam. Eu não aceito.

Expostas as versões da COMPESA, cabe agora a população analisar se realmente o problema da falta de água deriva de competência do gerente de nossa Regional, já que, segundo ele, o cargo não é político e foi ele reconhecido em sua gestão com prêmio de melhor gestor do 1º quadrimestre de 2015.
O Blog termina deixando este pensamento. Tenta, claramente, induzir o leitor ao citar o prêmio conquistado ( sabe-se lá como ), mas é um pensamento quase todo certo: as pessoas precisam ponderar. Quanto a ser culpa dele ( Januário ) ou não - e para mim é - vai de cada um. Deixo, adicionalmente, outra entrevista do Gerente Regional, esta dada ao Blog de Alvinho Patriota, em 07/04/2011. Vou destacar apenas uma parte:

Segundo o responsável pela Compesa em toda região, o atual sistema de abastecimento de água de Salgueiro é feito em forma de rodízio, 48 horas com água, 48 horas sem. “Em função da via distribuidora da cidade ser subdimensionada, Salgueiro vive num sistema de rodízio de abastecimento, 48 horas com água por 48 horas sem água, mas nós já estamos com a obra de melhoria com setorização de rede em Salgueiro, para que a cidade volte a sua normalidade com 24 horas de água para toda cidade”, disse.
Ou Januário anda esquecendo o que diz ou não sabe o que fala. Mas segundo a Diretoria da COMPESA em Recife, aqui é a melhor do Estado... imaginem o resto.



Candidatura de Lula é uma aposta no cinismo

Ex-Presidente parece desconectado com a realidade...
Li agora a pouco no Blog do Josias de Souza um texto primoroso sobre o movimento orquestrado do PT sobre o lançamento da candidatura de Lula à Presidência. Além de um ato de puro desespero dos dois ( Lula e do Partido ) é um acinte a inteligência alheia achar que o MAIOR responsável por tudo de ruim que aconteceu na Petrobrás e com a Economia ( sim, foi ele no fim quem fez tudo isso ai ) possa voltar a ser a solução da crise. O movimento, e Josias também acha o mesmo, me parece uma forma de causar comoção dentro e fora do Brasil quando acontecer a iminente prisão do ex-presidente, acusando de perseguição das elites ( logo ele, tão amigo delas!!! ) contra um "líder" das pesquisas para 2018...

Deixo vocês com o - soberbo - artigo de Josias. As partes sublinhadas foram destacadas para reforçar o sentido do desespero petista.


Candidatura de Lula é uma aposta no cinismo


Dentro de seis dias, o PT deve deflagrar uma cruzada por eleições diretas e lançar a re-re-recandidatura de Lula. Numa reunião do diretório nacional do partido, o pajé do petismo aceitará o sacrifício de retornar ao Planalto para salvar o país. Não é propriamente um projeto político. Trata-se de uma aposta no poder de sedução do cinismo.

Só há uma coisa pior do que o antipetismo primário. É o pró-petismo inocente, que engole todas as presunções de Lula a seu próprio respeito. Isso inclui aceitar a tese segundo a qual o xamã da tribo petista veio ao mundo para desempenhar uma missão que, por ser divina, é indiscutível.

Todos os líderes políticos cultivam a fantasia da excepcionalidade. Mas nunca antes na história desse país surgiu um personagem como Lula. Dotado de uma inédita ambição de personificar a moral, acha que sua noção de superioridade anistia os seus crimes. E avalia que seu destino evangelizador o dispensa de dar explicações.

Não é a hipocrisia de Lula que assusta. A hipocrisia pelo menos é uma estratégia compreensível para alguém que é réu em cinco inquéritos e convive com o risco real de ser preso. Melhor ir em cana fazendo pose de presidenciável perseguido do que amargando a fama de corrupto.

O que espanta é perceber que, em certos momentos, Lula parece acreditar de verdade que sua missão sublime no planeta lhe dá o direito de cometer atentados em série contra a inteligência alheia. Desprezadas a lógica e as evidências, sobram o cinismo e a licença dada por Lula a si mesmo para tratar os brasileiros como idiotas. Mesmo sabendo que já não encontra tanto material.

sexta-feira, janeiro 13

Por que Fernando Holiday incomoda tanto a esquerda

Fernando Holiday foi eleito Vereador de São Paulo
Digo a muito tempo que no Brasil existe o Negro bom e o negro ruim de acordo com os partidos de esquerda e ultra esquerda. O negro bom é aquele que reza segundo a cartilha marxista, que incendeia ônibus, que prega a política do troco ( porque existiu escravidão um dia, todos os brancos são devedores ), tem que defender cotas e coisas afins. Negros que não façam isso seriam praticamente negros de "alma branca" como disse o horrível Paulo Henrique Amorim sobre Heraldo Pereira. PHA disse isso porque Heraldo Pereira é um crítico de cotas e não segue a cartilha esquerdopata. Em tempo, Heraldo Pereira é apenas o primeiro negro a sentar na bancada do Jornal Nacional, da Rede Globo. Só isso...

Fernando Holiday é co-fundador do MBL - Movimento Brasil Livre - e foi eleito em Outubro passado Vereador de São Paulo pelo Democratas. Ele é um dos maiores expoentes da Direita Liberal brasileira. E claro é odiado pelos esquerdistas por isso. E é por isso - de ser quem é e ser odiado por quem é - que o mesmo tem minha admiração. Trago para vocês um texto que li no site do ILISP - Instituto Liberal de São Paulo - sobre como Holiday incomoda tanto os esquerdistas. Espero que gostem:

Assim como Fernando Holiday, vários são os negros que não caíram nas armadilhas dos escravocratas ideológicos, no entanto, quero focar neste rapaz de apenas 20 anos que, sendo negro, gay, liberal e cristão, é considerado pela esquerda como um traidor, um “Pai Tomás”, para ser mais preciso. De acordo com a mentalidade da esquerda, Fernando Holiday deveria ser comunista, ateu e fazer parte de movimentos negros e LGBT’s, entretanto, ele fez valer a diversidade que a esquerda tanto defende, mas que passa a odiar quando ela se configura em prática.
Só que essa turma não deveria odiá-lo. Seria ela racista? Quando os liberais criticam negros de esquerda, são acusados de racistas. Mas e quando a esquerda ataca um negro liberal? Aí a crítica só diz respeito ao posicionamento político? Contraditório, não? Holiday é mais um negro que a esquerda não conseguiu escravizar.
Algumas questões paradoxais: inúmeros movimentos “sociais” dizem estar ao lado dos negros para acabar com a “hegemonia” branca e, por isso, alegam lutar em favor da diversidade, mas querem algo mais diverso do que um negro que vai contra o discurso dos movimentos negros? Afirmam lutar para que os negros sejam livres, mas o que há de mais livre do que um negro que fala por si próprio sem se alicerçar em coletivos repletos de discursos fáceis e vitimistas? Dizem que o negro deve ser um revolucionário, mas o que seria mais revolucionário do que um negro que defende o liberalismo em meio a um império de esquerda? Enfim, esses coletivos insistem na ideia de que os negros devem ter autoestima e não mais se menosprezarem, mas não é justamente isso que o jovem Fernando Holiday tem feito?
Sabe por que isso tudo é tão paradoxal? Porque a esquerda não quer a abolição da escravidão, pelo menos não da escravidão que promove. Explico. Ela pode ser contra a escravidão abolida em 1888 no Brasil, mas defende a escravidão criada em 1917 na Rússia; é contra a escravidão abolida nos EUA em 1863, porém, relativiza a escravidão criada em 1959 em Cuba. A esquerda quer Fernando Holiday submetido à escravidão ideológica e acorrentado aos seus dogmas na senzala do seu autoritarismo. Como o jovem vereador se insurge contra isso tudo, os descontentes chicoteiam-lhe com a fúria do seu ressentimento.
A coisa é simples. Vejamos. Assim como os escravos só podiam transitar pelas regiões permitidas pelos seus proprietários, os negros de hoje, segundo os revolucionários, só deveriam percorrer os terrenos cercados por suas teorias políticas. O que acontecia se eles, os escravos, resolvessem avançar para além do permitido? Eram considerados fugitivos, eram perseguidos e, por fim, punidos por capatazes. Falando nisso, o que é a patrulha da esquerda senão um grupo de capatazes? O paralelo faz sentido. Quando os militantes esquerdistas tentam calar o negro Fernando Holiday pelo fato de ele se colocar em favor do liberalismo, eles atuam exatamente como os antigos capatazes, que buscavam calar o escravo que discursava em favor de sua liberdade. Fernando Holiday não será propriedade de senhores cuja casa grande está assentada em terras vermelhas nas quais só se cultiva animosidades.
Ademais, a esquerda afirma que os negros deveriam buscar referências nos “seus”, não nos brancos europeus, todavia, enquanto ela se baseia significativamente no branco Karl Marx e no branco Foucault, Fernando Holiday pode contar com as ideias do negro Thomas Sowell, que é liberal e que, evidentemente, é odiado pelos cegos que só conseguem enxergar os outros pela cor da sua pele.
A indignação dos esquerdistas com o liberalismo de Holiday é muito semelhante à indignação dos senhores de escravos quando da abolição da escravatura. Enquanto os primeiros perdem um potencial militante, os segundos lamentavam a perda de uma propriedade. Aliás, é precisamente isso que os movimentos sectários têm como objetivo velado, se apropriar da mente dos negros para que todos se sujeitem ao seu pernicioso apostolado. Do mesmo modo que um senhor de escravos lucrava com a escravização física de um homem negro, a esquerda lucra com sua escravidão mental. Mas com Fernando Holiday e com milhares de outros sujeitos verdadeiramente livres, isso não aconteceu, para desespero dos coletivos escravocratas.
Falando em coletivos, Holiday, em entrevista concedida a Eliana de Castro para a Fausto, declarou: “fui capaz de encarar as adversidades e não fui presa fácil àqueles que queriam coletivizar meus sonhos.”
Por fim, como escreveu a socialista Rosa Luxemburgo, “Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem.” Fernando Holiday fez isso. Em vez de aguardar pelos slogans odiosos e superficiais, se movimentou. Ciente de que as seitas vermelhas vivem em busca de mentes frágeis para acorrentá-las ideologicamente, observou que a servidão socialista contradizia sua lucidez e não se acovardou. Por isso passou longe da casa grande na qual residem os senhores de escravos contemporâneos.
Espero que tenha ficado claro que a esquerda e os movimento negros não falam em nome de todos os negros, mas somente em nome dos negros vermelhos. Um negro, gay, liberal e cristão é uma chibatada nas costas da esquerda.

quarta-feira, janeiro 11

Banco Central realiza corte agressivo na 1ª reunião do ano

Esse corte dos juros vai impactar a sua vida
O Banco Central surpreendeu a todo com o corte de 0,75% na Taxa Selic. Esperava-se um corte mais ousado do que os 0,25% anteriores, mas não que chegasse a tanto. Com essa ação o BC manda uma mensagem clara: a inflação está domada e numa linha descendente e hora de aliviar a economia do peso de uma taxa muito alta. 

Não que 13% seja uma taxa pequena ( seguiremos com a maior taxa real de juros do mundo ), mas é um alento. Segundo especialistas outros deverão acontecer ao longo do primeiro semestre e estes impactarão positivamente o PIB no segundo semestre. 

Quanto a Inflação em si, saiu o valor para 2016: 6,29%, abaixo do TETO da Meta, que é de 4,5% com variação de 2% para mais ou para menos. O Governo espera que a mesma fique abaixo dos 5,5% em 2017. Quanto ao PIB a expectativa é que consiga superar 1%, o que o Mercado não acredita.

Prefeitura começou a pagar aos professores e pessoal da saúde nesta quarta-feira


Cumprindo o que foi comunicado no último dia 05 do corrente mês, a Prefeitura Municipal de Salgueiro já está pagando, a partir desta quarta-feira (11) as folhas que estavam pendentes com servidores das áreas de saúde e educação.

A informação é da Diretoria de Contabilidade e Tesouraria da prefeitura, e refere-se aos valores relativos aos recursos do repatriamento, provenientes do governo federal, que se encontravam pendentes desde o final da última gestão. Os pagamentos já se encontram disponíveis nas contas dos servidores contemplados pelo benefício, num repasse total acima de R$ 500 mil.

O prefeito Clebel Cordeiro, que determinou o máximo de urgência para que os pagamentos fossem efetuados, disse que foi necessário, inicialmente, que a prefeitura regularizasse a situação de suas contas com os bancos. “De nossa parte, já teríamos pago desde o último dia 2, mas foi necessário fazer a devida regularização de documentos junto à rede bancária, já que acabamos de assumir a prefeitura e essa pendência vem do final da gestão passada”, disse ele.

O prefeito lembrou que, na semana passada, foi feito um comunicado a esses servidores explicando todo esse processo de regularização das contas. “Procuramos tranquilizar a todos e garantimos que o pagamento sairia o mais breve possível, conforme estamos cumprindo na data de hoje”, finalizou.

terça-feira, janeiro 10

Magno Malta explica de maneira didática como o Novo Código Penal é um absurdo


O então presidente do Senado, José Sarney, formou uma comissão de notáveis para formatar um Novo Código Penal, haja vista, o atual ser por demais ultrapassado. Muitos dos crimes atuais são punidos baseados em outros artigos, porque no atual inexiste formas de puni-los. Pois bem, o grupo de notáveis terminou seu trabalho e agora o Senado Federal está na discussão interna sobre o assunto. 

Eis que vejo hoje na página do excelente Senador Magno Malta ( nem ligo para a fé pessoal dele ), um vídeo em que ele desnuda de forma simples e clara como está recheado de absurdos a proposta. Atualmente - pelos remendos feitos - matar um animal já é mais penoso para o réu do que matar um ser humano. Mas se a Proposta virar lei...

Assistam o vídeo e entendem porque termos sido governados por um fanfarrão e uma ignorante foi o menor dos nosso problemas...

PS: em tempo, não aceito que maltratem animais. Mas sete anos para que agredir um animal e meros seis meses para que fizer o mesmo com um cidadão é demais...

segunda-feira, janeiro 9

Ano Novo, problema velho: falta de água



Entra ano e sai ano e só uma coisa nunca muda ( a não ser, claro, para pior ): o serviço(??) de abastecimento de água da COMPESA - que eu carinhosamente chamo de Companhia Pernambucana do Sofrimento Alheio. Pois bem, neste início de  2017 como era de se esperar tudo segue como antes. Ou, como também é esperado, pior do que em 2016. No fim do ano o trio que comanda a Gerência Regional, capitaneada pelo Gerente Januário ( no cargo, acreditem, a uma década!!! ) deu entrevistas nas Rádios de Salgueiro. E quem ouviu - meu caso - quase acreditou que está tudo perfeito, que eram apenas problemas pontuais, como um estouro na Adutora do Sertão ( que tem 33 anos ), um vazamento ali, um roubo de água acolá e que tudo o que precisava ser feito, fora providenciado.

Claro que isso não se sustenta e nem precisa ser Engenheiro da Empresa para saber que água tem. O que não tem - e isso vem de muito tempo atrás - é competência e vontade fazer o que a população precisa e merece. A lorota de que falte água no Rio São Francisco cai por terra quando ficamos sabendo que a mesma COMPESA está construindo uma Adutora para levar água para Caruaru e Região. Se tem água no Rio para levar para Caruaru, porque no mesmo Rio não tem para Salgueiro? Essa nem mesmo os parentes do Gerente tem como explicar...

A realidade é que o Governo do Estado ( sob comando do PSB a 10 anos ) negligenciou o crescimento de Salgueiro e Região e agora padecemos no minimo com SEIS dias sem água. E, acreditem nisso, vai piorar. Porque a Gestão da COMPESA não está preocupada com isso. Enquanto isso o Gerente é o mesmo a 10 anos. As imagens que ilustram este post mostram o calendário de abastecimento com o qual a COMPESA - supostamente - se compromete a cumprir. Analise-as e vejam se ela tem cumprido - sequer - 50% dele.

sábado, janeiro 7

Um vídeo soberbo sobre as mentiras da esquerda quanto a População Carcerária no Brasil


Felipe Moura é colunista da Veja. E faz vídeos contundentes sobre assuntos do dia-a-dia. Esse que trago para vocês desnuda totalmente um dos maiores mitos espalhados pela esquerda no Brasil: a de que prendemos demais e de que temos - por isso - uma população presidiária muito além da necessária.

Assistam o vídeo e vejam, com dados, como isso é mentira. 

sexta-feira, janeiro 6

Vereador André Cacau rebate Blogueiro quanto a polêmica do Orçamento não sancionado pelo ex-Prefeito Marcones

Vereador André Cacau ( PT ) desmonta versão sobre o Orçamento 2017

Para os que não sabem, o ex-Prefeito Marcones Libório ( PSB ) não sancionou - como era função sua - o Orçamento de 2017, alegando esquecimento. Com isso o mesmo foi sancionado automaticamente, segundo consta na Lei Orgânica do Município. Trago para melhorar o entendimento deste texto, um postado no Blog de Claudionor Cavalcante sobre o tema.

Neste sentido, o que aconteceria na prática - segundo a explicação que vem a seguir no texto feito pelo Vereador André Cacau ( PT ) é que os atos que fossem feitos em cima do orçamento sem promulgação e publicação seriam nulos e assim a Gestão de Clebel Cordeiro ( PMDB ) teria sérios problemas. Este blogueiro não entende do assunto, por isso deixo os leitores com a postagem do Vereador e com a de Claudionor, no link postado mais acima.


FECHANDO A CAIXA DE PANDORA

Caros amigos,

Venho, através desta postagem, corrigir alguns “equívocos” relacionados à resposta dada pelo Blog de Claudionor Cavalcante referente a postagem em que o prefeito Clebel Cordeiro denuncia que o ex-prefeito Marcones Sá não haveria sancionado a Lei Orçamentária Anual – LOA e adiciono aqui, também, a revisão do Plano Plurianual – PPA.

Primeiramente quero concordar em partes quando o mesmo fala na “loucura” que é o início do mês de janeiro para uma nova administração, não pelos motivos aludidos, mas pelas “dificuldades” momentâneas encontradas, muitas delas, advindas da gestão anterior que posteriormente serão apresentadas.

Li a explicação do “equivoco” e pra mim fica bem claro que o blogueiro é quem está equivocado. Vamos aos fatos:

Didaticamente vamos explicar a diferença entre SANÇÃO E PROMULGAÇÃO.

Com a SANÇÃO o que era Projeto de Lei vira Lei – a sanção acontece no curso do processo legislativo e tem natureza CONSTITUTIVA. Já a PROMULGAÇÃO acontece depois de encerrado o processo legislativo e ocorre bem quando a Lei já existe, ou seja, é uma certidão de nascimento da lei, é declarar que a lei já existe.

Desta forma quando o blog cita: “Esclarecendo mais uma vez: Caso o Prefeito não venha sancionar (homologar seria um sinônimo) a Lei, ELA FICA SANCIONADA SEM PRECISAR DE SUA ASSINATURA. Passando a ter seus efeitos válidos a partir do término do prazo para o veto”. Neste caso, o entendimento estaria totalmente equivocado, pois esta lei só tem seus efeitos válidos a partir de sua PROMULGAÇÃO E PUBLICAÇÃO.

A lei foi sancionada tacitamente em 28 de dezembro de 2016, visto que transcorreram 15 dias úteis desde que a mesma chegou no gabinete do prefeito para sanção (7 de dezembro), onde o mesmo não a sancionou de forma expressa.

Importante NOVAMENTE destacar que uma Lei não começa a vigorar a partir da sua sanção, mas só após a sua Promulgação e Publicação. Em casos de sanção tácita, onde a referida sanção decorre da Lei, e não por iniciativa do Gestor Municipal, este deve promulgá-la no prazo de 48 horas, conforme determina o art. 49, § 7, da Lei Orgânica. Fato que também não ocorreu, vejamos o dispositivo legal:

Art. 49 - Aprovado o Projeto de Lei, será este enviado ao Prefeito que, aquiescendo, o sancionará.

1º - O Prefeito, considerando o projeto, no todo ou em parte, inconstitucional ou contrário ao interesse público, vetá-Io-á total ou parcialmente, no prazo de quinze (15) dias úteis, contados da data do recebimento, só podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos Vereadores, em escrutínio secreto.
2º - O veto parcial somente abrangerá texto integral de artigo, de parágrafo, de inciso ou de alínea.
3º - Decorrido o prazo do parágrafo anterior, o silêncio do Prefeito importará sanção.
4º - A apreciação do veto pelo Plenário da Câmara será, dentro de trinta (30) dias a contar do seu recebimento, em uma só discussão e votação, com parecer ou sem ele, considerando-se rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos Vereadores, em escrutínio secreto.
5º - Rejeitado o veto, será o projeto enviado ao Prefeito para a promulgação.
6º - Esgotado sem deliberação o prazo estabelecido no § 3º, o veto será colocado na Ordem do Dia da sessão imediata, sobrestadas as demais proposições, até a sua votação final, ressalvadas as matérias de que trata o Art. 48 desta Lei Orgânica.
7º - A não promulgação da Lei no prazo de quarenta e oito horas pelo Prefeito, nos casos dos § 3º e §5º, criará para o Presidente 3 da Câmara a obrigação de fazê-Io em igual prazo.
Dessa forma, devido a inércia e falta de preocupação em dar vigência a lei, o ex-gestor criou uma tônica de administração mais preocupada em engessar a futura gestão, ao invés de facilitar o funcionamento da máquina pública.

A competência para promulgar foi transferida para o presidente da Câmara Municipal, o qual no dia 3 de janeiro, dentro do prazo legal, encaminhou representante até a Prefeitura Municipal, para requerer a Lei, juntamente com suas emendas, para que fosse promulgada e somente a partir daí passasse a ter vigência.

Importante destacar então, que o Ex-Gestor Municipal, além de não ter sancionado expressamente a LOA, deixou ainda de promulgá-la e publicá-la.

Das 14 (catorze) emendas apresentadas, de nossa autoria, a primeira delas autoriza o atual gestor a abrir créditos adicionais suplementares de até 40 (quarenta) por cento do valor da despesa fixada nos orçamentos, fiscal e da seguridade social. Uma modificação simples feita pela equipe da câmara e encaminhada no Projeto de Lei aprovado. As 13 (treze) seguintes anulam parcialmente as dotações orçamentárias para que fossem criados os projetos atividades e os elementos da despesa, que deviriam ser modificados e incorporados no programa especifico utilizado pelo contador da gestão anterior, para se gerar um arquivo anexo ao Projeto de Lei de mais de 200 páginas, IMPOSSÍVEL de ser realizado pela equipe da Câmara de Vereadores por não ter acesso ao programa em questão. No mínimo, uma atitude incompatível com o perfil de um gestor preocupado com o bem estar da cidade.

Finalizo nossa postagem reafirmando nosso compromisso com a verdade dos fatos e buscando sempre um Salgueiro de paz e justiça Social. Deixem o homem trabalhar!

Tenente Coronel Guerra reassume Comando do 8º BPM e recebe visita do Prefeito Clebel Cordeiro




O 8º BPM de Salgueiro está sob novo comando desde o dia 02 de Janeiro. Quer dizer, novo não porque o Comandante é mais do que conhecido de toda a cidade: o Tenente Coronel Isaac Pereira Guerra. Ele volta a ocupar o posto do qual foi retirado em Setembro passado em circunstâncias nada claras, tendo rendido 2 Boletins de Ocorrência contra o Policial Federal Noeliton Costa e este blogueiro. Ambos os BOs abertos pelo ex-prefeito Marcones Libório, que acusou a mim e à Noéliton de difamação.

O TC PM Guerra é muito bem quisto pela tropa e sua volta traz um sentimento de geral de teremos mais segurança em nossa cidade, pois o mesmo dará continuidade ao trabalho anteriormente realizado. Ganha a cidade e ganha a corporação. O Prefeito Clebel Cordeiro, o Secretário de Agricultura Juliano Barros e Noéliton Costa estiveram essa manhã visitando o 8º BPM e já tratando de assuntos de interesses da Prefeitura e da PM.

Bem vindo de volta TC PM Guerra ao seu lugar de direito. E sucesso no duro trabalho que é a Segurança de Salgueiro e Região.

quinta-feira, janeiro 5

Prefeitura tranquiliza professores e pessoal com pagamentos pendentes

Miriam Ramos esclareceu a situação dos pagamentos 

A Prefeitura Municipal de Salgueiro, por intermédio da sua Secretaria de Finanças, informou que está regularizando a situação de suas contas com os bancos para que possa efetuar os pagamentos que se encontram pendentes desde o final da última gestão.

O município procurou tranquilizar principalmente os professores e pessoal da área de saúde, apelando a esses servidores para aguardarem a regularização das contas junto à rede bancária. 
A secretária municipal Miriam Ramos (Finanças), disse que, no atual momento, a equipe está fazendo a devida regularização de documentos junto ao Banco do Brasil, Caixa Econômica e Santander, como também no sistema contábil e orçamentário do Executivo.

“À medida que os bancos homologarem toda a documentação apresentada aos novos gestores, daremos início aos pagamentos”, disse Miriam, referindo-se a alguns fornecedores e à folha complementar que ficou pendente pela gestão anterior. Ela explicou, ainda, que o recurso para pagamento dessas folhas é proveniente do repatriamento, um repasse do governo federal relativo a tributos de brasileiros residentes no exterior, e que só entrou na conta no dia 31 de dezembro último, quando não havia mais expediente bancário.

Todo esse processo de regularização, segundo a secretária, tem como objetivo organizar o sistema e conhecer a real situação contábil da prefeitura, o que é natural em início de gestão. “Mas o principal objetivo é garantir o pagamento da folha complementar que a gestão passada não pagou. Portanto, fiquem tranquilos esses servidores, pois a orientação do prefeito Clebel Cordeiro é cumprir com todos os compromissos o mais urgente possível”.

domingo, janeiro 1

Clebel e Dr. Chico tomam possa daqui a pouco

É hoje que eles tomam posse, às 16:00h
Vitoriosos em 02 de Outubro com 54,39% dos votos, o empresário Clebel Cordeiro e o Desembargador Aposentado Francisco de Sá Sampaio tomam posse daqui a pouco nos cargos de Prefeito e Vice-Prefeito. A Solenidade de posse será em frente da Prefeitura às 16:00h. E será bastante concorrida, uma vez que eles colocaram fim a uma dinastia de 16 anos do PSB no comando da Prefeitura.

Também tomam posse os 15 Vereadores, que logo após a posse de Clebel e Dr. Chico elegem a Mesa Diretora para o biênio 2017/2018. Mas isso está indefinido, com chances de um 8-7 para qualquer lado entre os candidatos Auremar Carvalho e Antônio Pires, ambos eleitos na Chapa da agora situação.

O ano da dúvida, por Miriam Leitão

Miriam Leitão publicou hoje uma coluna intocável...

Entramos no ano sem saber se o presidente será o mesmo ao fim destes 12 meses. Este é o segundo ano em que temos essa dúvida inicial. O andamento da Lava-Jato e do processo no Tribunal Superior Eleitoral podem definir uma situação inédita no país que é um mesmo mandato com “dupla vacância”, como diz a Constituição. Esse é o ponto principal da incerteza política e econômica de 2017.

Na economia em si o ano promete ser morno. Sem grandes alegrias, mas pequenos pontos de alívio. O quadro, no entanto, pode ser profundamente alterado se houver nova reviravolta política. As previsões mais comuns entre os economistas, com as divergências numéricas de sempre, são: inflação mais baixa; juros em queda; economia ainda fria, mas na qual a queda do PIB será estancada embora não revertida; desemprego subindo no primeiro semestre, porém com chance de se estabilizar na segunda parte do ano. Há a possibilidade de aprovação de reformas que, contudo, provocarão muito debate no país.

O ano não tem espaço para euforias, nem mesmo maiores alegrias. O consumo terá pontos de melhora, como a liberação dos R$ 30 bilhões das contas inativas do FGTS e a redução das taxas de juros. O ambiente de desemprego alto, no entanto, conterá qualquer ousadia do consumidor que será mais cauteloso.

Esse clima de melhora lenta na economia pode ser chacoalhado pela política onde certamente haverá momentos de maior turbulência. Era para ser um intervalo sem eleições, mas o ano será tenso na política. O mandato do presidente ficará em contestação em duas frentes: nas novidades que podem surgir da Lava-Jato — principalmente a partir de fevereiro quando for tirado o sigilo das delações premiadas da Odebrecht — e no TSE, com a divulgação do voto do ministro Herman Benjamin. Ele não necessariamente será seguido pela Corte e, se for, haverá recurso ao STF. Mas, se enfrentar um relatório desfavorável, Temer vai se enfraquecer diante de sua base política. Ele é um presidente com uma situação anômala porque tem baixa popularidade, porém alto nível de adesão da sua base política. Se parecer vulnerável pode perder a capacidade de atração junto aos parlamentares da coalizão. A ideia de um governante escolhido pelo atual Congresso parece intolerável do ponto de vista da opinião pública, mas é isso o que, até o momento, estabelece a Constituição para a dupla vacância na segunda metade do mandato.

O ex-presidente Lula promete se lançar candidato à presidência. Isso criará um debate que oporá duas leis. A Lei da Ficha Limpa só impede a candidatura de quem é condenado em segunda instância, e a Constituição estabelece que um réu não pode exercer a presidência. A Constituição se sobrepõe naturalmente, mas não há mecanismos de ação preventiva. O Supremo terá que ser provocado. Afinal, Lula é réu em cinco processos e deve ser condenado em primeira instância em pelo menos um deles ao longo do ano. Lula dirá que é um perseguido político.

O país continuará dando passos importantes no combate à corrupção, mas em ambiente muito mais conturbado. O Congresso começará o ano legislativo tentando reviver os projetos que, a pretexto de controlar o abuso de autoridade, procuram pôr freio na ação do Ministério Público e na Justiça Federal. O Parlamento iniciará 2017 de forma intensa. Na Câmara o debate será sobre se Rodrigo Maia pode ou não ser candidato a um novo período na presidência da Casa. E isso põe em conflito duas partes da base governista. No Senado os pré-candidatos mais fortes têm em comum serem do PMDB e estarem citados ou investigados na Lava-Jato. Quem for eleito ficará sob foco, o que prenuncia mais turbulências.

Nos Estados Unidos, começa em 20 de janeiro o mandato do presidente Donald Trump. Ele será um retrocesso na área do combate às mudanças climáticas e criará focos de tensão na política internacional. Nas escolhas para a formação do seu governo, Trump tem confirmado os piores temores em relação a ele. Será um grande foco de incertezas.

Por razões internas e externas, 2017 será o ano da dúvida. De muitas dúvidas. O Brasil, que já veio de dois anos ruins, chega a ele cansado e cético. Que nos outros espaços da vida haja razões para comemorações.