Patrocínio

Patrocínio

domingo, outubro 30

Pernambuco tem segundo turno em 4 cidades, mas o foco é 2018

Prefeito Geraldo será re-eleito derrotando o ex-prefeito João Paulo
O embate entre o PSB e o PT pela cadeira de Prefeito do Recife é uma disputa que vive, na verdade, seu quarto round desde 2014. Naquela eleição, o grupo de Armando Monteiro - com todo o apoio de Lula e seu partido - buscou varrer o PSB do Palácio do Campo das Princesas. Tomou uma surra histórica. Depois devolveu, em parte é claro, no segundo turno, ao conseguir mais de 70% dos votos para Dilma ante Aécio no Estado. Mas o estrago estava causado até porque João Paulo perdeu de forma feia para FBC e o PT ficou sem Deputado Federal eleito.

Durante 2015 tivemos duros embates pelos jornais e em redes sociais entre o grupo do Governador Paulo Câmara e os membros do PT, desde críticas às medidas tomadas pelo Governador, sejam por meio de ações do Prefeito Geraldo Júlio. Aliás, falando sobre a Prefeitura do Recife, podemos incluir o pleito de 2012 como o começo desse renhida disputa. Naquele ano o PT contava com o apoio de Eduardo Campos para o candidato da Legenda, mas o próprio partido não se entendeu e terminou por vetar ao então prefeito João da Costa o direito de renovar o mandato. Escolheu lançar o Senador Humberto Costa com o ex-prefeito João Paulo na vice. Terminariam em terceiro, atrás do tucano Daniel Coelho e do atual Prefeito, Geraldo Júlio, que com o apoio de Eduardo Campos foi eleito no primeiro turno.

Agora Geraldo Júlio será re-eleito derrotando mais uma vez o PT. Quase vencia no primeiro, por poucos votos, e agora vencerá segundo as pesquisas por ampla vantagem. E esta vitória pode mudar muito no tabuleiro do jogo de 2018. Primeiro porque o próprio Geraldo vira um ator de primeira grandeza para - eventualmente - substituir Paulo Câmara como candidato do PSB caso ele não consiga melhorar sua popularidade. Segundo porque o próprio João Paulo sairá menor do que entrou ao colecionar sua terceira derrota seguida, num cenário complicado para o seu partido nacionalmente. Mas não é apenas em Recife que interferirá no jogo de 2018.

Em Olinda, o Clã Campos tenta emplacar o nome do único irmão de Eduardo Campos, Antônio, como Prefeito. Se conseguir - e as pesquisas são contraditórias quanto a isso - derrotará outra vez o grupo de Armando e o PT, que apoiam o Professor Lupércio ( Solidariedade ). O PC do B, eterno aliado dos petistas, Governa a cidade desde 2002, primeiro com Luciana Santos e agora com Renildo Calheiros. A ex-prefeita tentou voltar a governar a cidade mas ficou apenas na quarta posição. Convém citar que a família de Eduardo e o alto comando do PSB ficaram distantes da campanha de Antônio, que só agora no momento decisivo recebeu reforços como do Governador Paulo Câmara. Mas mesmo assim de uma forma fria. Vai entender a política partidária...

Jaboatão dos Guararapes é uma cidade que convive com rupturas em seu comando. Lá a disputa será entre Anderson Ferreira ( PR ) e Neco ( PDT ). O embate entre PSB x PT/PTB é menos evidente do que nas outras cidades, mas o atual vice-prefeito Heraldo Selva, que ficou em terceiro, declarou apoio a Neco, mas o Palácio ficou mais neutro na cidade. Anderson também recebe um apoio mais morno das forças de oposição no estado. Ferreira é o favorito segundo as pesquisas.

Mas é em Caruaru, Governada a 8 anos por Zé Queiroz ( PDT ) que a batalha é intensa e sem um vencedor claro. Tony Gel ( PMDB e ex-prefeito duas vezes ) encara Raquel Lyra ( PSDB e herdeira de um Clã familiar ) pela mais acirrada disputa da história da cidade, a primeira a ser decidida no segundo turno. Aqui temos Tony Gel recebendo o apoio do Governador Paulo Câmara, com os adversários dele ficando no entorno de Raquel, mesmo que alguns não apareçam tanto assim.  Raquel superou duas campanhas fortes ( Delegado Lessa e Jorge Gomes ), recebeu apoio oficial dos Queiroz e engrossou o resultado. Na maiorias das pesquisas, Tony Gel aparece na frente, mas em algumas é Raquel quem lidera.

Depois dos resultados, todos os agentes irão se voltar para a disputa de 2018. Pois tão logo acaba uma eleição, já vem logo outra.

Quase 33 milhões de brasileiros, em 57 cidades, votam para escolher seus prefeitos hoje

Crivella x Freixo: a escolha entre o péssimo e o tenebroso
57 cidades e 32 milhões de eleitores. Esse o número frio das eleições de hoje, em segundo turno, para Prefeito. Olhando de um modo mais detalhado, podemos verificar que existe muitos mais do que números frios. Na maioria das capitais em que teremos um segundo embate ( 18 no total ), a eleição é mais do que apenas escolher um prefeito: é uma prévia da disputa do Governo do Estado daqui a 2 anos. Mas existe também onde o segundo turno não diz quase nada com nada. É o caso do segundo maior colégio eleitoral do Brasil: o Rio de Janeiro.

A disputa ali é entre Marcelo Crivella ( PRB ) e Marcelo Freixo ( PSOL ). Um é evangélico, senador, sobrinho de Edir Macedo e representa um pensamento extremamente enraizado na direita e no que de pior isso representa. O outro é socialista, deputado estadual, da zona sul ( setor mais rico ) e representa um pensamento extremamente enraizado na esquerda e no que de pior existe neste termo. Ambos são polos opostos na política, mas de uma certa maneira são mais parecidos do que supõem as aparências. Ambos são radicais convictos, são de partidos pequenos e pregam radicalismos em temas cruciais: aborto, legalização de drogas, tamanho do estado, liberdade religiosa, união de homossexuais... praticamente inexiste convergência no pensamento de ambos. Exceto no que tange ao papel do PMDB na crise atual do Estado. Fora isso, são dois lados da mesma moeda, com visões antagônicas mas que se parecem em fazer isso. Eu teria asco de ter que escolher entre um e outro. Mas um será Prefeito e isso praticamente nada impacta imediatamente na batalha pelo Governo do Estado. 

Nas demais capitais, na maioria delas temos um grande equilíbrio. Segundo o Site UOL, em sete delas existe cenário de empate técnico e em quatro delas teremos Prefeitos re-eleitos. É o caso de Belo Horizonte tem um embate que envolve política e também futebol, com os atleticanos Alexandre Kalil ( PHS ) e João Leite ( PSDB ). Os adversários do ex-Governador Aécio Neves, que é o padrinho da candidatura de Leite, uniram-se no entorno de Kalil. Em Fortaleza caso parecido acontece na disputa entre Roberto Cláudio ( PDT e candidato a re-eleição ) contra Capitão Wagner ( PR ), onde os adversários do Clã Gomes estão aliados com Wagner, mas Cláudio deverá ser re-eleito com facilidade.

Em Curitiba, estado Governado por Beto Richa do PSDB, o embate terá com certeza impactos fortes na sucessão de 2018, justamente porque é no Estado que está o foco das invasões à escolas por movimentos estudantis contrários a PEC 241. O embate é entre Rafael Greca ( PMN e ex-prefeito ) e Ney Leveprost ( PSD ). Greca conta com o apoio de Richa, mas o cenário é de indefinição e as ocupações, que não aconteceram ao acaso é claro, tem peso importante no resultado.

O PT tenta manter uma cidade grande no Nordeste, mas as chances são praticamente nulas, com Geraldo Júlio devendo lograr larga vantagem contra o ex-prefeito por dois mandatos João Paulo. Além dessa derrota em nossa capital, o Partido dos Trabalhadores irá perder - provavelmente - o chamado "cinturão vermelho", grupo de cidades próximas a capital paulista onde o Partido exerce grande influência. A legenda de esquerda que pode sair forte em capitais é o PSOL, que além do Rio de Janeiro concorre com chances em Belém. A Rede pode manter Macapá, com Clécio Luiz que é o atual prefeito, mas foi eleito por outra legenda. O PSDB deve aumentar a quantidade de capitais, tendo vantagem clara em Manaus ( Arthur Neto será re-eleito com facilidade ) e Porto Alegre ( Marchezan Jr ). O PMDB do Presidente pode levar até 5 capitais deste segundo turno e diversas legendas pequenas podem obter espaço que será importante para o jogo de 2018.

Amanhã, trarei o nomes do eleitos e de como isso pode influenciar o cenário da eleição Presidencial e de Governador.

quinta-feira, outubro 27

A PEC e as mentiras, por Ricardo Amorim

Ricardo Amorim é economista e apresenta o Manatthan Conection da Globonews
Existe muita confusão no entorno da PEC 241. A imensa maioria das pessoas que a criticam - e muitas das que são a favor também - sequer leram-na ( clique e faça isso ) e ficam propagando opinião dos outros, normalmente de partidos ou líderes sindicais. Trago, na forma de informar, um texto de Ricardo Amorim, um dos mais renomados economistas do Brasil. Claro que eu concordo com a visão dele, é fato, mas ele pontua de forma clara porque ser a favor da PEC. Leia e forme melhor sua opinião. Depois, recomendo, leia alguém que seja a favor mas não membro de um partido, pois é assim que formam opiniões e não apenas reproduções. Espero que gostem do texto:

Para variar, os que têm interesse que o atual governo dê errado ou querem manter as mamatas e a corrupção e, para isso precisam de dinheiro escorrendo pelas mãos do governo, estão espalhando uma série de mentiras a respeito da PEC241. 
Alguns esclarecimentos:
  1. A PEC não pune os mais necessitados. Ao contrário, ela os protege. Ela não requer nenhum corte em nenhum gasto social e, ao reduzir as preocupações com a solvência do setor público brasileiro colabora para o crescimento dos investimentos das empresas e a geração de empregos. Como o desemprego é mais alto exatamente entre os mais necessitados, eles serão os maiores beneficiados pela medida.
  2. A PEC não só não força o governo a cortar gasto nenhum, como ainda permite que os gastos totais cresçam de acordo com a inflação. A grande sacada da PEC é que, ao colaborar para a retomada da confiança no país, ela permite que o país volte a crescer - coisa que não acontece há 3 anos - e com isso, a arrecadação de impostos cresça mais do que os gastos, o que faz com que o desequilíbrio entre gastos e receitas do governo diminua ao longo do tempo. Isto é necessário porque, neste ano, o governo federal gastará R$170 bilhões a mais do que arrecadará, excluindo gastos com juros da dívida.
  3. O prazo de 20 anos da PEC é sinal de leniência, não de dureza. O ideal seria que as contas públicas fossem reequilibradas já, com um corte dos gastos públicos de R$170 bilhões. A PEC existe para evitar efeitos traumáticos que este tratamento de choque acarretaria em alguns setores da população, diluindo o ajuste que deveria acontecer agora para um período de 20 anos.
  4. 4. A PEC não exige redução de gastos com saúde e educação pelos próximos 20 anos. Aliás, a PEC não impede que os gastos com saúde e educação ou quaisquer outros gastos dupliquem, tripliquem ou cresçam dez vezes ou mais ao longo deste período. Tudo que ela exige é que os gastos totais do governo não cresçam mais do que a inflação. Na prática, ela força o governo a se aproximar um pouquinho da disciplina que toda família tem de ter em casa: não gastar mais do que ganha. Sem a PEC, o governo não prioriza nem controla gastos, ele aumenta seus gastos totais acima da inflação constantemente e passa a conta à população com cada vez mais e maiores impostos. 
Em resumo, a PEC é necessária para impedir que todos os brasileiros continuem sendo penalizados com impostos que não param de subir, enquanto os brasileiros recebem serviços públicos de péssima qualidade. 
O texto original da PEC para você conferir com seus próprios olhos.

Ricardo Amorim, autor do bestseller, Depois da Tempestada, apresentador do Manhattan Conection da Globonews, único brasileiro entre os melhores palestrantes mundiais do Speakers Corner e o Economista mais influente do Brasil segundo a revista Forbes.

Onda de violência causa pânico nos salgueirenses

Meliante que realizou o assalto a Joel Jóias.
A violência é um mal da sociedade desde muito tempo. Mas tem momentos em que ela saí de um patamar suportável para um insano, fora de controle. É o caso de nossa querida Salgueiro nestes últimos dias. Num passado recente presenciamos o que muitos erroneamente chamam de assassinatos e eu chamo do que de fato o são: execuções. Diversos ex-presidiários ( alguns em liberdade condicional ) foram executados, nas famosas queimas de arquivo. E curiosamente, ou não, nenhum desses casos foi solucionado até hoje...

Pois bem, ontem 2 bandidos promoveram uma espécie de arrastão em diversos bairros da cidade, roubando celulares de cidadãos que estavam na frente de suas casas ou transitando pela cidade. Não obstante, ainda assaltaram o Supermercado Seleto. 

Hoje por volta das 13:30 a Loja Joel Jóias foi assaltada ( marginal da foto ), de onde foram furtados vários relógios. Existem relatos, não comprovados ainda, de outros assaltos pela cidade no dia de hoje.

A situação está, não tem como falar outra coisa, fora de controle. Precisamos de ostensividade da Polícia Militar e da investigação incessante da Polícia Civil. A cidade clama por ajuda para que possamos sair de nossas casas com alguma tranquilidade. Do jeito que está Escolas e Faculdades terão que parar de dar aulas porque as pessoas ficarão dentro de casa com medo. 

Que nossas autoridades, todas elas, façam algo. Cobrem de superiores, cobrem de Deputados, de Comandantes. O que não pode é a população aterrorizada e os bandidos à solta. 

terça-feira, outubro 25

O melhor dos Capitães se foi...

Não comece uma conversa com meu Pai sobre futebol e diga que o melhor time campeão de Copas não seja o de 1970. Nem ouse dizer que Carlos Alberto Torres não seja o melhor jogador dentre aqueles que tiveram a honra de levantar uma Copa com a Camisa Amarelinha. Vai ouvir poucas e boas...

Fiz diversas vezes esse comentário em minha vida. Muito antes de termos canais por assinatura e internet, era através de nossos pais que conseguíamos informações. Não por outro motivo a taxa de filhos que torcem pelo time do pai é maior entre os que tem mais de 35 anos do que entre os mais jovens. E a tendência é, infelizmente piorar. Antes de poder ver pela primeira vez o tape da final da Copa de 1970 ( o que só aconteceu às vésperas do Tetra nos EUA ), era com Zé Vieira que eu buscava informações. Sabia a escalação completa daquele time, das histórias de bastidores, da saída de Saldanha e a entrada de Zagallo, de como Dirceu Lopes ficou de fora, de como Edu perdeu a vaga para Rivelino. Tudo dentro de casa, com o olhar de um santista, o que também sou. 

Hoje, perto do meio dia, veio a falecer o homem que meu pai só admira menos do que Gérson e Pelé: o Capita. Sim, Carlos Alberto Torres faleceu hoje aos 72 anos, vítima de um infarto. Para os mais jovens perdemos apenas um campeão de 1970, mas eu sei desde cedo que Carlo Alberto Torres ( assim como Paulo Roberto Falcão, um dos pouquíssimos jogadores da história a tornarem-se famosos pelo nome completo ) o papel dele naquele time. E ele vai além de ser o Capitão, muito mais do que isso. Ele era quase o ponta direita daquele time, pois Jairzinho usava o 7 apenas porque não podiam ter 5 pessoas com a camisa 10 ( Tostão, Rivelino e Gersón também mudaram de número porque... bom, porque a 10 era DELE ). Carlos Alberto fez algo que poucos sabem, mas foi mais importante para o Tri do que seu golaço na final contra a Itália.

Segunda partida da Copa era contra a Inglaterra, então campeã do Mundo. E apesar de todas as dúvidas sobre a credibilidade daquela conquista, era um timaço, com Banks, Bobby Moore e Jack Charlton. Mas tinha um ponta direito maldoso e desleal: Lee. Antes que Gordon Banks ficasse imortalizado com aquela que até hoje é considerada a maior defesa de todos os tempos ( das Copas com certeza é ), Félíx Miélli Venerando fizera o milagre da partida. Em uma defesa arrojada em dois tempos, evitou o gol do próprio Lee, que ao tentar aproveitar o rebote atingiu de forma dura o goleiro brasileiro. Confusão e cartão amarelo para Lee, como vemos na imagem abaixo:
Carlos Alberto jurando Lee... o ponta nem deu atenção. Logo se arrependeria disso...
Pelé, Brito, Clodoaldo e Rivelino queriam quebrar Lee de qualquer, mas o Capita disse: "deixem comigo, o árbitro jamais irá me expulsar". E de fato, pouco tempo depois, Carlos Alberto deixou a lateral e deu uma entrada pra quebrar no desleal Lee. O resultado da jogada, pode-se ver aqui no vídeo abaixo, a partir de 1:42 minutos, na inesquecível voz de Geraldo José de Almeida:

E de fato Carlos Alberto Torres não foi expulso. E Lee sumiu depois da entrada. E no segundo tempo... bom, todos lembram da mítica jogada em que Jairzinho finalmente venceu a barreira Banks e o Brasil fez 1x0. Ainda teríamos mais 3 partidas até a final - todas com vitórias - e na final... bom, todos também lembram do golaço feito por Carlos Alberto Torres, finalizando uma jogada iniciada com uma sequência de dribles de Clodoaldo, esticada de Rivelino para Jairzinho, que corta pro meio e toca para Pelé ( que poderia ter feito o gol caso quisesse ), Tostão aponta desesperadamente para o Rei, que rola com carinho para o Capitão fuzilar Albertosi e decretar o maior placar de uma final de Copas. Para quem por ventura não conhecer o lance, aqui um vídeo com narração da época ( creio ser Jorge Cury ):


Além de tudo isso, Carlos Alberto Torres ainda é, apenas, o melhor lateral direito de todos os tempos. E isso tendo jogado apenas uma única Copa do Mundo. Mas a fez no seu esplendor técnico, físico, tático e mental. Hoje eu lamento a perda de um ídolo da minha que nunca vi jogar, mas que desde muito cedo aprendi a respeitar pela fala do meu pai. Que assim como 90 milhões entraram em ação com aquele timaço e choraram ao ver Carlos Alberto Torres erguer em definitivo a Jules Rimet.

O Brasil fica órfão do seu mais talentoso Capitão. E eu choro por isso. Quem gostar de futebol, idem. 

Carlos Alberto, Bellini e Mauro Ramos. Os três primeiros capitães campeões do Brasil... 
o lance mais famoso...
e o soco no ar, como o amigo Pelé
A cena que jamais será esquecida

segunda-feira, outubro 24

A Laja Jato é a salvação ou a causadora do calvário do qual a Petrobrás está saindo?

A empresa está com suas ações em alta novamente
A Petrobrás - uma das maiores empresas petrolíferas do planeta - está saindo da UTI, onde foi jogada a partir de 2014. Suas ações, que chegaram a valer menos de cinco reais, sobem de forma continuada na Bolsa de Valores, tendo superado a marca dos 18 reais. Alguns analistas acreditam que podem terminar o ano acima de 22 reais. Eu mesmo não duvido e apenas lamento não ter tido como comprar quando estavam em baixa. Estaria praticamente rico agora se tivesse uns 50mil quando ficaram no menor patamar. Hoje teria quase 4 vezes mais. Paciência.

Mas ai vem a pergunta: a Petrobrás entrou na derrocada vista a partir de 2014 porque apareceu a Operação Lava Jato ou está se recuperando porque a Operação Lava Jato apareceu? A resposta pode ser simples ou não, depende em quem você votou para Presidente em 2014.

Se o amigo leitor votou em Dilma Rousseff, certamente acredita que as expressivas perdas são culpa exclusiva da Operação ( e por tabela, praticamente toda a crise econômica vivida pelo Brasil desde então ). Isso deve-se porque Dilma e o PT acreditam que tudo estaria melhor na empresa se não tivesse ocorrido da criminalização das Construtoras e Empresas que fazem parte dos processos e das infindáveis fases da Operação. Segundo tal pensamento, a Empresa não teria tido prejuízos sucessivos, não teria contaminado o mercado e - segundo este pensamento - estaríamos melhor na Economia. 

Se o amigo leitor votou em Aécio Neves ( ou até em outro candidato que não de esquerda ), obviamente discorda de tudo o que foi postado acima. Acredita que sem a Operação Lava Jato tudo estaria da mesma forma que está agora, porque a Petrobrás não contaminaria toda a economia como ela está agora, apesar do seu gigantesco tamanho. Caso isso fosse possível, com a recuperação da mesma o país estaria crescendo, certo? Pois é, e não é o que está acontecendo. E o amigo leitor acredita que o crescimento da empresa se dá justamente porque os larápios - de todos os partidos, diga-se - foram retirados do comando da Estatal. Além disso, justamente por causa da Lava Jato, os bilhões de perdas foram finalmente assumidos pela empresa, que desfez-se de ativos e foi liberada de participar com 30% da exploração do Pré-Sal. Participação para a qual a empresa - com ou sem Lava Jato - não tinha caixa para participar e por isso se endividava cada vez mais e mais. Por fim, a Lava Jata não reteve recursos da Petrobrás e sim das empresas que para ela prestavam serviços, sendo assim não tinha como a Operação ser problema e sim solução porque os desvios - aparentemente até aqui - foram cessados.

Claro que apenas a dicotomia direita x esquerda não explica tudo, mas serve para mostrar os dois lados de ver-se o problema. Notem que é justamente na parte que foi modificada na empresa a partir de 2005, que reside o grosso das investigações da Lava Jato. Como na contratação de navios petroleiros e das sondas. Além das Plataformas feitas em território nacional. Isso significa que eles devem deixar de serem fabricados aqui? Não, mas quando custarem bem mais caros eu acho que simplesmente não compensa.

Sendo assim, a verdade é que POR CAUSA da Operação Lava Jato ( e não APESAR DELA ) é que a Petrobrás voltou a ser a segunda maior empresa do Brasil em valor de mercado. E em muito breve, voltará ao primeiro posto. Sem o trabalho da Republica de Curitiba, jamais ela voltaria a este posto, lembrando que suas ações já estavam em queda antes da deflagração das investigações.

E que a empresa, sem políticos em seus cargos graças a uma Lei recém sancionada pelo Presidente Temer, saía dessa mais forte e que possa ser o dela se espera: um espelho do Brasil e de seus, honestos, cidadãos.

sábado, outubro 22

Carteiro Ciclista de Salgueiro tem suas Bikes furtadas



Creio que todos em Salgueiro conheçam o carteiro Cleber. Ele é praticante de Downhill, além de pioneiro, representa nossa cidade em diversos eventos da modalidade, tendo sido várias vezes motivo de matéria de jornais, revistas e emissoras de TV.  

Disso todos sabem, mas uma triste e lamentável notícia aconteceu: roubaram as suas bicicletas, de quarta para quinta. Além do valor material ( ambos são apropriadas para a prática do esporte ) existe o valor sentimental. Ele postou isso no Facebook: Galera essas bikes foram roubadas aqui de casa hoje ( quarta ), são bicicletas específicas do esporte, uma Caloi Elite 30 Preta com branco aro 29" e outra da marca GIANT modelo GLORY DH. Essa bike GIANT GLORY DH só tem três iguais aqui em Pernambuco, nessa cor preta com detalhes em azul e vermelho só tem a minha!! Quem souber de alguma informação será gratificado!

O blog se solidariza com Cleber e pede que quem tiver alguma informação sobre as Bikes que entre em contato comigo ou com ele ( contatos abaixo ) e sua identidade será mantida em segredo. 

Flávio Vieira
87 98856 - 7502 / 87 99930 - 3070 - flaviojvieira@yahoo.com.br

Cléber José
87 99969 - 2920

quarta-feira, outubro 19

Eduardo Cunha é preso

Fim de uma era...
E eis que o dia finalmente chegou. O ex-homem forte de Brasília agora está preso. Eduardo Cunha, que chegou a ser o terceiro na linha sucessória da republica já era Réu em diversos processos ligados a operação Lava Jato, mas seguia livre. Agora não mais.

O Juiz Sérgio Moro decretou a prisão de Cunha e também bloqueou mais de 220 milhões de reais em contas pertencentes ao ex-Deputado, cassado recentemente. Além disso, a Polícia Federal cumpriu mandato de busca e apreensão de documentos na casa do ex-presidente da Câmara dos Deputados. 

Cunha tornou-se famoso nacionalmente ao derrotar dois candidatos do Palácio do Planalto ( ambos do PT ) pela disputa da Presidência da Câmara dos Deputados. Venceu no primeiro turno, feito raríssimo. Seu mandato foi sempre cercado de embates com a então Presidente Dilma e o PT. Antes mesmo de aceitar a denúncia contra Dilma, que terminou por cassá-la menos de um ano depois, ele já estava envolto na lama gerada pelas investigações da Operação Lava Jato.

Conduziu o Processo de Impeachment na Câmara, mas depois foi afastado pelo STF, que suspendeu o seu mandato. Fora da Presidência seguiu manobrando como pode para evitar que o Processo que corria contra ele no Conselho de Ética fosse adiante. Tentou de tudo, mas seu poder diminuía rapidamente. Terminou cassado, praticamente sem apoios.

Agora, preso, chega ao ponto mais baixo de uma carreira permeada de assuntos mal resolvidos e que sempre cheiraram mal. Basta dizer que, mesmo que indiretamente, ele esteve envolvido no Processo de Cassação de Fernando Collor de Mello. 

No Brasil atual é possível que nunca mais volte a cena. É o que esperamos de nossa justiça. O país respira melhor com ele preso.

domingo, outubro 16

Reforma da Previdência: Necessidade ou Crueldade?

O debate é grande mas é necessário: reformar o Sistema é algo urgente...
Talvez inexista tema mais polêmico no Brasil ( nem futebol e nem religião chegam perto ) do que falar em Reforma da Previdência. Quando o assunto é se aposentar todos querem, sem exceção, fazê-lo mais cedo e com o maior salário possível, mas ninguém se importa com o custo disso. Por isso é que o deficit cresce, em média, 10% ao ano. O sistema atual não é viável, mas quando fala-se em mudá-lo todos querem que mexam na aposentadoria dos outros, jamais na sua.

Antes de falar do INSS em si, quero trazer aqui um dado interessante: nos Estados atualmente o dinheiro arrecado dos servidores da ativa não é suficiente para pagar os aposentados. E eu com isso, pergunta o amigo leitor? Ora, cada real que o estado tira do caixa para pagar servidores aposentados faz falta para a Saúde, Educação, Segurança... e só em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul essa conta ultrapassa os 60 bilhões de reais. Em Pernambuco eu não sei o montante atual, mas garanto ser deficitário também.

Essa situação é ruim? É claro. E o que temos que fazer? Mudar as regras atuais. Esses valores que eu citei são só dos servidores públicos, e tem o problema do INSS do qual nem falei ainda. Além disso o sistema atual é injusto porque faz com que pessoas que contribuíram a vida inteira recebam o mesmo de quem nunca teve um real depositado na conta, vide as aposentadoria rurais. Além disso é preciso dizer que existem ainda os benefícios por idade, que é Seguridade Social e não Previdência Social, mas o dinheiro sai do mesmo caixa.

O Brasil é um dos pouquíssimos países do mundo, o único entre os membros do G20, que não tem uma idade mínima para aposentadoria. Ela existe, é verdade, entre os servidores públicos mas o grosso dos trabalhadores não. Isso permite que pessoas se aposentem com menos de 55 anos. Se essa pessoa for mulher, que contribuiu 30 anos, significa que a mesma em média outros 30 anos. Essa é uma das distorções do sistema que precisa ser corrigida nesta reforma. Dou a título de informação de que entre os países ricos ninguém se aposenta - homem ou mulher - antes do 62 anos e em alguns países a idade mínima é de 68 anos. Se países ricos ( Alemanha, França e Inglaterra por exemplo ) é assim, porque aqui tem que ser aos 55?

Vou agora ao ponto central de porque precisamos reformar a previdência: para garantir direitos. Mas Flávio, reformar para garantir direitos? Sim, é claro. Hoje o Governo Federal precisa usar em torno de 100 bilhões de reais para cobrir o rombo da Previdência Pública e a dos Servidores Federais. Essa montanha de dinheiro sai dos nossos imposto, porque o dinheiro do Governo não nasce em árvore. Sendo assim, estes bilhões punem duas vezes os trabalhadores brasileiros: primeiro porque impedem queda da pesadíssima carga tributária e segundo porque impede que os impostos arrecadas voltem em serviços na saúde, educação, investimentos... E é aqui o ponto: os direitos dos trabalhadores já são tirados agora e seguirão sendo tirados nos próximos anos. Ser contra a Reforma porque esta retiraria direitos dos trabalhadores é balela. Ela poderá, isso sim, é garantir direitos. Basta fazer as contas.

Será fácil? Não, mas é fundamental fazermos uma reforma ampla e abrangente. Se você é contra, procure saber de quanto é a projeção de deficit da previdência para daqui a 20 anos. E quem vai pagar isso será você mesmo, seus filhos e talvez até mesmo seus netos.

sexta-feira, outubro 14

Porque o FlaxFlu desta quinta é uma vergonha sem precedentes

Cena de um clássico que passará para a infâmia
Nelson Rodrigues dizia, com sua espetacular sabedoria, que o FlaxFlu fora criado 10 minutos depois do nada. Faz sentido. É um clássico com grandeza comparável aos maiores do planeta, como Barcelona x Real, Inter x Milan, United x Liverpool, Celtic x Rangers dentre tantos outros espalhados pelo mundo afora. Tudo nele é grandioso, quando pode decidir campeonato então...

O tricolor vinha se recuperando, buscando vaga na Libertadores. O rubronegro tenta a todo custo conquistar o Hexa ( sim, Hexa mesmo, porque é Penta atualmente ), brigando ponto a ponto com o Palmeiras. Ontem em Volta Redonda, os dois rivais mediram forças em uma partida que, tirante um lance, estava digno da história da peleja. Tudo ia bem até que, perto do fim da partida, Henrique cabeceou para o fundo das redes ( com uma certa ajuda do goleiro Muralha ) e assistente marcou impedimento. E ai começou a confusão que vai dar muito pano para manga caso o Urubu venha a ser campeão por poucos pontos.

Primeiro é preciso dizer que o Assistente Emerson Augusto de Carvalho, acertou. Henrique, que fez o gol, e Gum estavam a frente de Jorge que era o último homem do Flamengo no lance. Pouca coisa, mas estavam. Alguns podem aventar que a regra diz que na dúvida pró-ataque. E é verdade, existe realmente esta recomendação, mas acontece que Emerson não teve dúvidas. E estava certo. O problema foi do árbitro FIFA Sandro Meira Ricci - sim, ele mesmo que apitou na Copa - assumir para si a responsabilidade do lance, que ele nem estava com visão ideal. 

Aqui é preciso mencionar que o árbitro possui essa prerrogativa, de não ser obrigado a acompanhar a marcação dos seus assistentes. Portanto, nada errado existe na atitude de Meira Ricci. Mas é aqui que começam os problemas: ele não terminou a confusão rapidamente e deu margem ao maior problema da noite: pessoas ligadas ao Flamengo, viram pela TV e ligaram para quem estava no banco de reservas e avisou que tinha sido impedimento. E, lógico, todos foram para cima do assistente e de Ricci.

Ai vem a pergunta de milhão de dólares: o que fazer? A FIFA determina - e não é uma recomendação - que NADA externo ao campo altere a decisão do árbitro, exceto a opinião de seus auxiliares. Ora, se Ricci ignorara a marcação de Emerson Carvalho, o que poderia fazer ele mudar - outra vez - de opinião e anular o gol de Henrique? Só a Televisão, é claro. Pressionado pelos jogadores e dirigentes, parece claro que Ricci recebeu ( ou pediu ) do Delegado ou do 4º Árbitro uma confirmação do que diziam os flamenguistas, para não ser mais criticado ainda.

E é aqui que ele perde-se ainda mais, até porque o jogo ficou parado quase 12 minutos, com ele envolto numa proteção de seguranças e policias enquanto conversava com seus assistentes. Mas o que ele - e o do outro lado então nem vira nada - poderia ouvir de diferente do que já ouvira e decidira ignorar? Nada, é claro. Ele ficou perdido e sem saber o que fazer. Logo ele, um árbitro de Copa do Mundo... ficou feio, muito feio para ele. Para Emerson Carvalho nada pesará porque ele acertou desde o começo. Mas para Ricci... deverá colher uma bela punição, ficando fora de escalas, não apenas nacionais. Um verdadeiro papelão. E Ricci não explicou nada na Súmula e nem o que o fez mudar pela segunda vez de opinião. Papelão dobrado.

E o campeonato? Bom, se o Flamengo vencer o campeonato por menos de 2 ( o que lucrou com a anulação ), será muito questionado e lamentado por quem ficar com o Vice. Até porque que outros times terão erros consertados dessa maneira? Um erro a favor do Flamengo será corrigido? Claro que não.

Por isso este escriba defende o fim da lei do impedimento. Só serve para atrapalhar. Mas é claro, isso jamais vai acontecer.

quinta-feira, outubro 13

Assim será a nossa Catedral de Nossa Senhora Aparecida




Ontem foi lançada a pedra fundamental da Catedral de Nossa Senhora Aparecida, em uma festa muito bonita, com belíssimos momentos de fé. E foi apresentada como será a futura Casa do Povo de Deus, a Catedral de Salgueiro.

As linhas são simples e bonitas. Não foram divulgadas imagens internas, mas gostei do estilo que, de fato, traz traços da Catedral de Petrolina, como dissera D. Magnus na coletiva realizada na terça.

Agora começa o árduo trabalho para que edifiquemos esta bela construção. É dever e obrigação de todos ajudar na construção da Casa da Mãe Aparecida.

quarta-feira, outubro 12

Diocese de Salgueiro realiza concorrida Coletiva de Imprensa sobre o lançamento da Catedral

D. Magnus, D. Giovanni e D. Manoel responderam as perguntas dos meios de comunicação de Salgueiro
Simpático e descontraído, o Núncio Apostólico disse que adoraria voltar para a inauguração da Catedral

Nesta terça-feira, 11, a Diocese de Salgueiro promoveu uma Coletiva com os meios de comunicação de Salgueiro sobre o Lançamento da Pedra Fundamental da Catedral de Nossa Senhora Aparecida, que acontecerá amanhã. O dia escolhido para o lançamento da Pedra Fundamental não é mera coincidência: o feriado em homenagem da mesma Santa que será a Padroeira da Catedral.

Na Coletiva Dom Magnus teve como convidado de honra o Núncio Apostólico D. Giovanni d’Aniello, embaixador do Vaticano no Brasil. Além do Núncio, também fez parte da coletiva D. Manoel, Bispo de Petrolina, Diocese "mãe" da de Salgueiro. Diversos membros da imprensa fizeram perguntas, mesclando temas apenas religiosos com outros sobre a situação política do Brasil e como a Igreja trata-os.

D. Magnus enfatizou o fato de que a Catedral é a casa do povo e que cabe ao povo de Deus ajudar na construção do templo. Disse também que o projeto não tem prazo para ser concluído e que isso dependerá do ritmo das doações. Sobre isso, D. Giovanni frisou que adoraria estar presente na inauguração do templo.

Sobre como será a Catedral, D. Magnus disse que o projeto tem DNA da Catedral de Petrolina, que por muitos anos foi a Sede da Diocese da qual Salgueiro fazia parte até 2010. A maquete somente será tornada pública no evento desta quarta, no terreno onde ficava a CAGEPE.

Ao fim uma sessão de fotos com todos os presentes, quando D. Maguns, D Giovanni e D. Manoel atenderam a todos com alegria e atenção.

terça-feira, outubro 11

Porque tanta falta de Água em Salgueiro?

Um dos muitos - e sem sucesso - protestos feitos em frente da COMPESA
Essa é uma pergunta que, praticamente, todos os Salgueirenses se fazem a muitos anos. Que eu me lembre, estamos em racionamento - grave - desde o fim dos anos 90. É, acreditem, muito tempo. E as promessas são sempre as mesmas. Duvidam? Leiam esta matéria do Blog de Alvinho Patriota. Ela é de 07 de Abril de 2011 e nela o Gerente Regional Januário Carvalho ( desde Janeiro de 2007 no cargo, convém lembrar ) diz que "muito em breve a população terá água em casa 24 horas por dia." Cinco anos e meio depois... bom, quisera pudêssemos voltar a situação daquela época, que é muito melhor do que a de agora...

Na matéria citada ele também afirmou que "está tomando todas as medidas necessárias para resolver o problema da falta de água em Salgueiro". Ai eu pergunto: tais medidas foram mesmo tomadas? Porque se foram, devemos saber quem as planejou porque não deram certo, é claro. E se não foram, que ele ( que está de férias, tendo assumido em seu lugar o primo Marcelo Sá ) venha a público dizer porque não fez. E se disse aquilo apenas para se livrar da reportagem, que também venha a público dizer isso. 

Enquanto isso a população convive com o desabastecimento que atinge a todos. Curiosamente - ou não - nas semanas anteriores à eleição até que as reclamações tinham diminuído, porque a COMPESA tinha conseguido normalizar o sistema, mas tão logo o pleito passou... O que o povo quer é que seus direitos - como cidadãos e consumidores - sejam respeitados. E que a COMPESA efetivamente cumpra com o mínimo de suas obrigações. 

Não custa lembrar também que o ex-Governador Eduardo Campos disse em entrevista nas Rádios de Salgueiro que em dois meses ( isso foi em Julho de 2013 ) com a liberação de duas caixas d'água ( uma na Cohab e outra no Santa Margarida ) o problema seria resolvido. Pois é, só que Eduardo morreu tem mais é de 2 anos...

sexta-feira, outubro 7

Balanço das Eleições: Quem sai em baixa e quem sai em alta

A onda azul tomou conta da cidade...
Toda eleição tem vencedores e derrotadas, mas mesmo entre os derrotados existem aqueles que saem em alta, por terem elegido um afilhado político ou um parente e outras vezes por terem obtido votação expressiva mesmo sem obter mandato. Este post, portanto, analisa diversas figuras desta eleição e como elas vejo o status das mesmas após a o pleito. Clebel Cordeiro, o Prefeito eleito não entra na conta por motivos mais do que óbvios:

SAEM FORTALECIDOS

Dr. Chico - Não foi apenas eleito Vice-Prefeito, quebrou um estigma que parecia inquebrável. Mostrou desprendimento ao aceitar ser candidato a Vice mais uma vez e enfim chega a Prefeitura. Com afirmação do colega de chapa de que será, na verdade, também Prefeito;

Antônio Pires - Superou as gozações de 04 anos atrás, quando ficou sem mandato por poucos votos, para ser o mais votado agora. Mudou a forma de fazer campanha, buscando diversos cabos eleitorais e obteve sucesso. Ser o mais votado e com Prefeito garantem a ele prestígio do grupo que comandará a Prefeitura a partir de Janeiro. Terá papel importante na Casa Epitácio Alencar, ainda mais por ter sido um dos primeiros a declarar apoio a Clebel;

Eliane Alves - A ex-militante que agora é Vereadora também sai muito fortalecida. Obteve votação expressiva e foi a segunda mais votada, a primeira da situação. Depois de 8 anos com Secretária, agora terá papel importante na Casa Epitácio Alencar, como uma força emergente no Grupo da Zebra;

Paizinha Patriota ( e o tio Alvinho ) - Da decepção de faltarem 7 votos para a felicidade de ser a mais votada de sua coligação. Não é pouca coisa, com certeza. Além disso consegue trazer junto o nome da família e mostrando que os apoios ( dos Tios Alvinho e Gonzaga ) que não pode ter quatro anos atrás fez sim muita falta. Jovem e dinâmica deverá ser destaque nesta legislatura;

George Arraes - O quarto mais votado também sai fortalecido, por mostrou que seu nome está bem quisto entre a população, após obter 4 mil votos para Deputado Estadual. Chega para seu primeiro mandato com a força e poderá alçar voos mais altos no futuro;

Dr. Cacau - O atual Vice-Prefeito obteve vitórias importantes neste pleito. Como maior liderança do PT, manteve seu partido com representante na Câmara ( seu filho André ) e ainda foi importante para a eleição de Clebel e Dr. Chico. De quebra ainda viu o ex-companheiro dar com os burros n'água.

Edilton Carvalho - Empresário e Bio-Médico tem muito o que comemorar nestas eleições, após 4 derrotas e ser considerado o maior expoente delas, depois de Dr. Chico. Empenhou-se ainda mais dando o máximo nesta campanha. O resultado trouxe-lhe uma redenção digna de aplausos, em cima do Trio Asas da América ouvindo a multidão cantar parabéns para ele. Sai de alma lavada.

SAEM EM BAIXA

Cleuza Pereira - De tida como imbatível a uma pessoa normal. Podemos assim resumir o atual status da ex-Prefeita e atual Deputada Federal Cleuza Pereira. Muitos no seu grupo acreditavam que ela seria capaz de salvar a eleição, mas não foi o que aconteceu. Sai muito menor do que entrou e colecionou a maior derrota de sua longa carreira ( a segunda ao lado de Marcelo Sá, convém lembrar ). Adicionalmente viu ( e permitiu ) que o seu sucessor esfacelasse o grupo que com tanto trabalho ela formou. Se a saúde permitir ela terá muito trabalho para reconstruir o que ruiu nessa eleição. Trabalho digno de Hércules, diga-se;

Marcones Libório de Sá - Disse, em particular, a algumas pessoas que a vitória de 4 anos atrás tinha subido na cabeça dele e o resultado está ai. Ele, tão logo foi re-eleito em 2012, espalhou apoios duramente conseguidos e começou a limar pessoas que, na visão dele, eram perigo para o "poder" dele. Ficou quase só, com poucos partidos e perdeu a eleição. Fiquei sabendo que pretende ser candidato a Deputado Estadual, batendo chapa com Cleuza. Pode até dar certo, mas terá que aprender a ser humilde, coisa que não se faz do dia para a noite;

Família Sá - Tradicional, importante e respeitada a família dá passos para trás de modo forçado. Marcelo tentou ser o herdeiro do pai e não conseguiu, sofrendo uma derrota parecida com a que Dr. Severino teve em 1982. Fátima Carvalho, a representante da família na Câmara, ficou pelo caminho também. Não estão acabados como alguns andaram dizendo, mas precisarão refazer o caminho e aglutinar apoios. Caso consigam, podem voltar a Prefeitura no futuro;

Paulo Afonso - Ex-Prefeito e que decidiu não tentar renovar o mandato de Vereador sai menor do que entrou. Primeiro porque saiu do grupo que implodiu com seu segundo ( e desastroso ) mandato. Depois porque ao trocar de lado somou a quinta derrota seguida para campanhas majoritárias. Por fim mostrou-se ser um pé-frio daqueles. Precisa de mais alguma coisa?

Pedro de Cumpadre - Não é que tenha sido derrotado, até porque conseguiu ampliar a série da mandatos que tem desde 1988, mas a votação foi um tanto quanto decepcionante para o atual Presidente da Câmara de Vereadores.

Mana - Vítima do esvaziamento promovido pelo atual prefeito, a Vereadora não foi re-eleita. Perde espaço mas ela já se re-inventou uma vez e nada me faz duvidar que possa fazê-lo outra vez, mas isso vai depender muito do caminho que trilhará.

Brasil goleia a frágil Bolívia em Natal e Tite mostra o porque de ter sido escolhido

Neymar fará falta contra a Venezuela? Acho que não...
Primeira providência da CBF após o maior vexame da história das Copas ( e não só do país anfitrião em Copas ), foi trazer de volta o incompetente do Dunga. Resultado: futebol feio, duas vergonhosas eliminações em Copa América e um péssimo começo nas Eliminatórias para a Copa da Rússia 2018.

Desfizeram - forçadamente - o erro ao contratarem Tite, que deveria ter sido o escolhido após a Copa, e o resultado é mais do que evidente se analisarmos que em 3 jogos o time de seu Adenor fez 10 gols, enquanto que o de Dunga fez 11 em 6 jogos. Sem mais, Dunga nunca mais.

O jogo em si teve dois tempos distintos. O primeiro foi em ritmo alucinante, com o Brasil fazendo 4x0 ( Coutinho, Neymar, Filipi Luiz e Gabriel ) e o segundo em banho maria, poupando-se para a viagem até Mérida encarar a Venezuela. Ainda teve é verdade o gol de Firmino, mas a fatura já estava mais do que liquidada.

Quando Tite assumiu o Brasil era o sexto colocado e temia-se pelas partidas deste segundo semestre. Agora o Brasil é o segundo, um ponto atrás do Uruguai, a quem enfrentaremos depois da Venezuela. Em suma, em apenas cinco partidas Tite poderá colocar o Brasil no seu lugar de direito apenas sabendo convocar e, sobretudo, escalar o time.

Fico sem postar notas porque não vi o jogo, apenas os melhores momentos e é injusto classificar jogadores assim. Apenas registro que Neymar, o craque do time, tomou o segundo amarelo e não viajará para Mérida, mas creio que não fará muita falta.

terça-feira, outubro 4

Casa Epitácio Alencar sofre renovação dentre os 15 Vereadores Eleitos

A "casa do povo" terá novos e inesperados integrantes
Pela primeira em sua História, a Casa Epitácio Alencar terá um total de 15 Vereadores, que foram eleitos no último domingo. Além disso terá oito novos nomes ( lista abaixo ), a volta de um e a renovação do mandato de seis atuais ocupantes. Considerando que três dos atuais nem disputaram a campanha de re-eleição ( Nemédio que foi candidato a Prefeito enquanto que Paulo Afonso e Juliano Barros nem tentaram ), tivemos uma renovação imensa, com o povo dizendo não a diversos nomes com bastante rodagem. Abaixo, por Coligação, os eleitos e suas votações, além das decepções e surpresas do pleito:
  • Pra mudar pra melhor, 4 vagas: Paizinha Patriota 1278 ( PV - 1º mandato ); Pedro de Cumpadre 943 ( PMDB - re-eleito ); Auremar 749 ( PP - re-eleito ) e André Cacau 584 ( PT - re-eleito ). Surpresa: Leo Parente 582 ( PRB ), perdeu a vaga por 3 votos. Decepção: Almir Agente 484 ( PMDB ) que tentava a re-eleição.
  • Pra mudar Salgueiro, 3 vagas: Antônio Pires 1433 ( PROS - volta a ter mandato ); George Arraes Sampaio 1121 ( PPS - 1º mandato ) e Augusto Matias 996 ( DEM - re-eleito ). Surpresa: Henrique Leal Sampaio 704 ( PSDB ) obteve grande votação entre a tradicional família Sampaio, mais do que o esperado. Decepção: Pintado 419 e Izânio Rolim 305 ( ambos do PPS ), não são exatamente decepções em si, mas ambos esperavam mais votos.
  • Pra mudar com as pessoas, 2 vagas: Flavinho Barros 884 ( PTN - 1º mandato ) e Ednaldo Barros 656 ( PTB - re-eleito ). Surpresa: Vadinho 522 ( PTN ) manteve praticamente a mesmo votação de 4 anos atrás. Decepção: a meu ver, ninguém.
  • Frente Popular Socialista, 5 vagas: Eliane Alves 1368 ( PSB - 1º mandato ); Zé Carlos 1057 ( PSB - re-eleito ); Erivaldo 869 ( PSB - 1º mandato ); Hercílio Carvalho 713 ( PSB - re-eleito ) e Veronaldo 710 ( PSB - 1º mandato ). Surpresa: as eleições de Erivaldo Pereira e Veronaldo. Decepção: Fátima Carvalho e Eugênio Cruz ( ambos tentavam o terceiro mandato ) e também Antenor Cruz ( tentava voltar à Câmara ). Os três foram vitimados pelo enfraquecimento que sofreu o PSB, com diversos candidatos tirando votações inexpressivas.
  • Frente Popular Trabalhista, 1 vaga: Bruno Marreca 973 ( Solidariedade - 1º mandato ). Surpresa: o ex-vereador Miguel do Hospital, que dobrou a votação em relação a 2012. Decepção: Mana ( PDT ) que não conseguiu renovar o mandato.
O Prefeito eleito Clebel Cordeiro terá, portanto, 9 vereadores o que lhe garante tranquilidade na maioria das votações, exceto nas de questões financeiras, onde precisará negociar - ao menos - dois votos. Isso porque o futuro Presidente da Câmara muito provavelmente sairá de um dos seus aliados. Mas isso nunca é uma ciência exata e a história está ai para me dar razão.

Clebel Cordeiro e Dr. Chico vencem e encerram 16 anos do PSB na Prefeitura de Salgueiro

Clebel é o novo Prefeito de Salgueiro.
Com 17.417 votos, o empresário Clebel Cordeiro ( PMDB ) foi eleito Prefeito de Salgueiro no último domingo, derrotando Marcelo Sá ( PSB ) por 3.685 votos de vantagem. Com o resultado o PSB termina um ciclo de 16 anos seguidos na Prefeitura ( 20 nos últimos 24 anos ). Clebel conseguiu transformar os apoios de 15 partidos em uma vitória maiúscula contra o ex-Secretário de Governo do atual Prefeito, Marcones Sá.

Com o resultado também sai vitorioso o Desembargador aposentado Francisco de Sá Sampaio, o Dr. Chico. Depois de 3 derrotas como candidato a Prefeito ( 2000, 2004 e 2008 ) e uma para Vice ( 2012 ) ele agora é Vice-Prefeito, tendo tido papel fundamental no sucesso da Chapa das Oposições.

Clebel e Dr. Chico também fizeram a maioria na Casa Epitácio Alencar, com 9 nomes no total, enquanto que a situação fez 6 nomes. Ainda hoje farei uma análise dos 15 nomes que irão compor o Legislativo Municipal.