Patrocínio

Patrocínio

quarta-feira, abril 27

Quando uma homenagem tem a finalidade de chocar e isso está correto.

A imagem é forte, chocante. E é por isso que está certa...
Existem imagens que chocam, marcam e nos fazem pensar em fatos que tiveram impacto em nossas vidas. Essa é a ideia do Monumento que foi inaugurado ontem na Praça da Catedral de Santo Antonio. Um mosaico formando a imagem do Padre José Maria quando o mesmo foi assassinado no ano de 1991.

A ideia é chocar, impactar e trazer à reflexão todos os que o virem. É uma chaga eterna em nossa história e da Igreja Católica. Será uma lembrança permanente do ocorrido. Algumas pessoas criticaram, direito delas, mas tentem buscar o sentido da mesma. E quando o acharem tenho certeza de que mudarão de opinião.

Senador Magno Malta desnuda o argumento Governista num discurso brilhante

Senador fez um discurso primoroso
Na segunda-feira o Senador Magno Malta ( PR-ES ) fez um pronunciamento irretocável, daqueles que marcam uma época. Dono de um oratória forte, misturando termos do povão com frase de efeito, e um espetacular "mamãe me acode", o Senador capixaba foi perfeito na sua fala, 

Ele desnudou, por completo, todos os argumentos do PT sobre o Impeachment. Fez desafios, cobrou as Senadoras de Esquerda por terem se calado sobre a afronta de Lula sobre a Ministra do STF Rosa Webber, sobre as cusparadas feitas por Jean Willys e José de Abreu. Apontou a incoerência de Senadores governistas que admitiram que realmente existiram as Pedaladas e agora dizem que isso é mentira, citou Lula, Dilma, Deus, aposentados tudo com uma clareza impar. Para entender mesmo, só vendo o vídeo, editado com vídeos e imagens que reforçam a fala deste bravo Senador, que mesmo de um estado distante me representa:


Henrique Meirelles: o nome de Temer para cuidar da Economia

Meirelles é um nome bem aceito no mercado.
Michel Temer está esperando o resultado - previsível - no Senado para assumir a Presidência. E ele está realizando contatos e acertando nomes. O primeiro que ele "oficializou" foi o do ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles. É uma clara sinalização para o Mercado de que o provável Governo Temer retomará os preceitos essenciais da economia, com austeridade fiscal e rigoroso cumprimento da superávit primário. E a ancora disso no Governo Lula foi justamente Meirelles.

Se vai dar certo ou não o Governo Temer eu não sei. Mas ele fez o primeiro grande movimento.

E lá vem mais um aumento de energia...

Nem vamos sentir, nem está cara a conta atualmente...
Eu me orgulho da minha memória, que muitos atribuem ser pródiga. Hoje a Celpe recebeu autorização da ANEEL - Agencia Nacional de Energia Elétrica - para reajustar a tarifa para consumidores residenciais em 11,5%, percentual superior ao da Inflação em 2015 ( 10,78% ). Este aumento tem validade a partir de sexta, dia 29, e acontece no mesmo momento em que o Governo Federal lançou peças publicitárias alegando uma redução nas contas, devido a que a Bandeira Tarifária passará a ser verde, depois de mais de um ano na cor vermelha.

E o que isso tem a ver com minha memória? Simples: em 2012 Dilma e o PT já sabiam do caos que aconteceria em 2014 no Setor Elétrico e buscando minimizar estes efeitos na campanha de re-eleição da Presidente. O que fez Dilma? Usou a TV para mentir afirmando que iria promover uma drástica redução dos valores da conta de energia de todos os brasileiros. Pois bem, hoje as contas estão mais altas - bem mais altas na verdade - do que se ela não tivesse feito aquele ato. Acontece que ela colheu frutos políticos com aquilo e agora quem paga o pato é... bom, todos nos.

Só sei de uma coisa: estamos é fritos.

sábado, abril 23

Dilma recua, acertadamente, e nao cita a palavra golpe em seu discurso na ONU

Dilma fazendo o discurso. Com certeza, o último.
A Presidente Dilma Rousseff discursou hoje na ONU, numa Conferencia sobre o clima. Seria apenas mais um discurso ( o último, diga-se ) dela, com frases corretas e bem formadas feita por Assessor, pois todos sabemos que ela incapaz de fazer um desse nível de própria larva. Acontece que um recuo forçado impediu que ela usasse um espaço destinado ao Estado Brasileiro para fazer defesa do seu Governo, evocando que está em curso um Golpe, que só ela e seus aliados acusam. Até o Supremo tem maioria clara refutando tal tese.

Dilma sabe, e diversos líderes petistas já dizem isso de forma bem claro, que seu mandato já era. Ela não tem 41 votos para barrar que o Senado mantenha o processo e sabe que não conseguirá reunir condições de - fora do Poder - negociar uma improvável ( e a cada dia que passa impossível ) retorno a Presidência. E o pior é que corre o sério risco de ser massacrada nas duas votações. Na primeira é praticamente certeza o massacre, dentro da Comissão de 21 Senadores.

O PT tenta, neste fim de feira, apenas criar uma narração que possa manter o Partido existindo. Os grandes líderes do partido sabem que o Governo acabou e que não existe o que possa ser feito para evitar o fim. Assim sendo insistem na tática do Golpe, que todos sabem que inexiste. Dilma quase mentia para o mundo para manter esta patacoada petista, usando um fórum errado para isso. Parece que ainda lhe resta algo de bom senso e evitou uma vergonha para a nação e para ela.

Este ocaso do PT está ficando vergonhoso demais. Que a vergonha seja apenas para o PT e Dilma, não para o Brasil.

sexta-feira, abril 22

Governador cumpre agenda no Sertao e entrega Escritura do Terreno para a Construçao da Catedral de Salgueiro

O Bispo Dom Magnus recebendo a escritura das mãos do Governador Paulo Câmara...
Presidente da Câmara de Vereadores, Pedro de Cumpadre, marcou presença na Cerimonia...
O Governador Paulo Câmara cumpre agenda no Sertão nesta sexta-feira ( dia 22 ), com o ponto alto sendo agora a tarde no Distrito de Conceição das Crioulas onde será assinada a Ordem de Serviço para o asfaltamento da Estrada que dá acesso aquela comunidade. 

Mas o dia começou com a entrega da Escritura do Terreno onde funcionou por várias décadas a CAGEPE ( próximo à BR-116 ) onde será construída a Catedral de Salgueiro, que será erguida em honra da Padroeira do Brasil Nossa Senhora Aparecida. O evento aconteceu na Cúria Diocesana e o Bispo Dom Magnus foi o anfitrião, recepcionando diversas autoridades. 

Com a posse do terreno, a Diocese passa a focar na Construção da Catedral. Obrigado Governador Paulo Câmara por atender uma demanda da Comunidade Católica de Salgueiro e região. Mas tome providencias quanto a incompetência atroz da COMPESA - Companhia Pernambucana do Sofrimento Alheio.

quinta-feira, abril 21

Salgueiro escalado para o jogo contra o Sport

Salgueiro escalado...
O Técnico Sérgio China escalou o Salgueiro com 3 volantes ( Rodolfo, Moreilândia e Nilson ) e isso me faz pensar que o time vai esperar o Sport em seu campo, o que eu considero um erro. Mas, por outro lado, o time poderá roubar mais a bola e partir para o contra-ataque. 

Alea jacta est. Ao fim de 90 minutos saberemos se China estava certo ou não.

Dilma na ONU: não se trata apenas de um equívoco; trata-se de um crime

Dilma quer desmoralizar o Brasil perante a ONU...
Cada um de nós é livre para fazer o que bem entender, desde que isso não viole alguma lei. Nenhum de nós podemos, por exemplo, descumprir o que está posto na Constituição Federal de 88. Quanto mais a Presidente do Brasil. É o que planeja fazer Dilma Vana Rousseff, nossa Presidente ( por pouco mais de 20 dias ). Dilma pretende usar um espaço reservado ao Estado Brasileiro para fazer defesa própria de seu Governo e passar para os líderes internacionais na ONU de que está sofrendo um Golpe. Ai cabe as perguntas: que golpe é esse onde ela ainda é Presidente? Que golpe é esse onde ela, ainda no exercício do cargo, viaja e pode falar em nome do Brasil? Que golpe é esse onde o, segundo Dilma, maior conspirador fica no lugar dela interinamente até que ela volte? Que raios de Golpe é esse onde ela pode se defender no Cargo?

Sendo assim, Golpe nunca foi e nem nunca será. Trago para ajudar no entendimento do parágrafo acima um texto de Reinaldo Azevedo. Espero que gostem, pois eu adorei:

Poucas coisas revelam com tanta clareza a natureza do PT e põem na devida perspectiva a sua história como a acusação destrambelhada de que impeachment é golpe. Sim, claro, todos sabemos: esse é um argumento de quem já perdeu e investe numa versão que possa justificar atos de sabotagem contra o futuro governo, que já foram anunciados. Mas é mais do que isso, reitero: expõe-se aí uma essência.

O PT nunca acatou a democracia como um valor inegociável. Querem a prova? Na oposição, sabota governos; no governo, mobiliza-se para não apear do trono nunca mais. Não reconhece a legitimidade do “outro” nem a alternância do poder.

Alguns esperavam — eu não, confesso — que fosse um pouco mais responsável. Não é. Imaginem um partido em que um sujeito considerado moderado, como José Eduardo Cardozo, transforma a Advocacia-Geral da União num centro de baixo proselitismo político. O ápice da irresponsabilidade está no discurso que Dilma pode fazer amanhã, na ONU, com referências ao suposto golpe que estaria em curso no Brasil.

Nesta quarta, três ministros do Supremo repudiaram de maneira inequívoca a fala: Celso de Mello, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. Disse Mello: “Há um equívoco quando [Dilma] afirma que há um golpe parlamentar, ao contrário. O Supremo Tribunal Federal, ao julgar uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, deixou claro que o procedimento destinado à abertura do processo de impeachment observa os alinhamentos ditados pela Constituição da República”.

E o ministro avançou: “Portanto, ainda que a senhora presidente da República, veja, a partir de uma perspectiva eminentemente pessoal a existência de um golpe, na verdade, há um grande e gravíssimo equívoco, porque o Congresso Nacional, por intermédio da Câmara dos Deputados e o Supremo Tribunal Federal, deixaram muito claro que o procedimento destinado a apurar a responsabilidade política da presidente da República, respeitou até o presente momento, todas as fórmulas estabelecidas na Constituição”.

Também o ministro Gilmar Mendes insistiu na normalidade institucional: “Eu não sou assessor da presidente e não posso aconselhá-la. Mas todos nós que temos acompanhado esse complexo procedimento no Brasil podemos avaliar que se trata de procedimentos absolutamente normais, dentro do quadro de institucionalidade. Inclusive as intervenções do Supremo determinaram o refazimento até de comissões no âmbito do próprio Congresso Nacional, da própria Câmara, [o que] indica que as regras do Estado de Direito estão sendo observadas”.

Toffoli destacou uma questão para a qual já chamei atenção dos leitores muitas vezes. Se a própria presidente apresentou a sua defesa nas instâncias adequadas, como pode chamar de golpista o aparato ao qual recorreu para se defender? Disse: “Falar que o processo de impeachment é um golpe depõe e contradiz a própria atuação da defesa da presidente, que tem se defendido na Câmara dos Deputados, agora vai se defender no Senado, se socorreu do Supremo Tribunal Federal, que estabeleceu parâmetros e balizas garantindo a ampla defesa. Portanto, alegar que há um golpe em andamento é uma ofensa às instituições brasileiras, e isso pode ter reflexos ruins, inclusive no exterior, porque isso passa uma imagem ruim do Brasil. Eu penso que uma atuação responsável é fazer a defesa e respeitar as instituições brasileiras e levar uma imagem positiva do Brasil para o mundo todo, que é uma democracia sólida, que funciona e que suas instituições são responsáveis”.

Cadê Lewandowski? - Que bom! As instituições democráticas respiram normalmente. A fala dos três ministros honra a corte constitucional brasileira. Mas vou aqui lançar perguntas: “Onde está o ministro Ricardo Lewandowski, que é a autoridade máxima do Poder Judiciário no momento? Como é que ele permite que prospere essa farsa e mantém um silêncio cúmplice a respeito?”. Ainda que ele possa achar que inexistam elementos para processar a presidente por crime de responsabilidade, ele sabe que golpe não é.

Mesmo Renan Calheiros (PMDB-AL) sendo um dos investigados da Lava-Jato, segue sendo presidente do Senado e do Congresso Nacional. Também a ele cabe repudiar de pronto a acusação.

E não posso, uma vez mais, deixar de lado uma questão importante. Dilma não está apenas cometendo um equívoco. Ela está praticando novos crimes. A um presidente da República não se faculta a licença para tratar como golpistas os Poderes Legislativo e Judiciário, quando estes, obviamente, estão seguindo a Carta Magna e as leis. A presidente ofende, assim, o Artigo 85 da Constituição nos seguintes incisos:
Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra:
II – o livre exercício do Poder Legislativo, do Poder Judiciário, do Ministério Público e dos Poderes constitucionais das unidades da Federação;
III – o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;
IV – a segurança interna do País;
VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais.

Creio que nem preciso explicar por quê. A disposição de Dilma de levar a questão para a ONU revela a determinação do PT de sabotar o futuro governo e emite um sinal de que as franjas do partido, que se dizem movimentos sociais e sindicais, pretendem aderir mesmo à mais pura e escancarada subversão da ordem democrática.

E há de valer para o PT a máxima tocquevilleana, não é? Vamos corrigir os males da democracia com mais democracia. Na exata medida em que os petistas, liderados por Lula, decidirem afrontar algum dispositivo da Carta, será preciso usar a Carta para que voltem a se comportar segundo as regras da civilidade. Ou para que paguem o preço de sua transgressão.

Na tirania petista, tudo pode ser permitido ao tirano e seus amigos. Na democracia, não!

Dilma tem de arcar com o peso de suas irresponsabilidades adicionais.

Salgueiro encara o Leão na Ilha na primeira partida da Semi Final

Hoje, às 16:00h, teremos o primeiro round entre Sport e Salgueiro.
Pela segunda temporada seguida, Sport e Salgueiro medirão forças por uma vaga na final. Ano passado deu o Carcará com 2x0 no Salgueirão e 1x1 na Arena. Agora o mando é do Salgueiro, sendo que a primeira partida será daqui a pouco na Ilha. Mas numa Ilha que vive uma crise: eliminado da Copa do Nordeste e sem Técnico ( após a demissão de Falcão ), o Sport precisa vencer mais do que nunca. E isso tanto pode ser um ponto favorável ao nosso time ou não.

Será favorável se soubermos usar o nervosismo natural que impera no Sport e abrir o placar. Neste cenário jogaríamos uma pressão imensa para o outro lado e a torcida do Leão faria o resto: enervando ainda mais os jogadores leoninos. Caso isso se aconteça, caberia ao Salgueiro tentar matar a partida e voltar praticamente classificado para a final.

Contudo, é preciso lembrar, o cenário poder ser ruim para o Carcará uma vez que essa crise pode canalizar um empenho, uma vontade ainda maiores e com isso o Sport sair na frente e ficar no comando da partida. Dado o fato de que, até aqui, em 2016 o time não conseguiu virar uma única partida. poderia desastroso. Além disso o time tem um poderia ofensivo - digamos assim - bem limitado. E se tomar 2x0 hoje este ataque conseguiria reverter? Complicado, é claro.

Portanto a senha hoje é jogar com inteligencia, tentar irritar o Sport e sair com um bom resultado. O Salgueiro conseguirá isso? Eu não tenho bola de cristal, mas o time tem condições para superar o Leão da Praça da Bandeira.

segunda-feira, abril 18

Impeachment de Dilma é maior derrota de Lula

Blog do Josias crava: Lula é o grande derrotado. E eu concordo com ele.
O Blog do Josias, traz hoje uma leitura - com a qual eu concordo - sobre a votação do Impeachment. Espero que os amigos aproveitem a leitura.

Ninguém declarou ainda, talvez por pena, mas o principal derrotado com o avanço do impeachment é Lula. Se o Senado ratificar a decisão da Câmara, mandando a presidente para casa mais cedo, Dilma fará as malas, avisará aos netos que está voltando para Porto Alegre e emitirá um aviso aos repórteres: “Vocês não terão mais Dilma Rousseff para chutar.” Lula não pode se dar ao luxo de sair de cena. Terá de se reinventar sem descer do palco. E com a Lava Jato a lhe roçar os calcanhares de vidro.

Depois de passar à história como primeiro presidente a fazer a sucessora duas vezes, Lula reescreve o verbete da enciclopédia como o único mandatário que é desfeito pela própria criatura. Dilma ajudou bastante, mas é Lula o principal responsável pelo desastre. Primeiro porque o petrolão, espécie de mensalão hipertrofiado, foi urdido na gestão dele. Segundo porque o fiasco econômico que estilhaça a presidência de Dilma é decorrência natural do mito da supergerente, um conto do vigário de Lula em que a maioria dos brasileiros caiu.

A reivenção de Lula será um triste espetáculo. Já estava habituado a derrotas. Perdeu três eleições presidenciais. E sempre levantou, sacudiu o pó e seguiu adiante. Mas dessa vez é diferente. Lula caiu do alto de sua empáfia. Por enquanto, comporta-se como o sujeito que, tendo despencado de um edifício de dez andares, ao passar pelo quarto piso, exclama: “Até aqui tudo bem.”

Quando notar que o chão se aproxima com a velocidade de um raio, Lula iniciará a fase da negação. Repetirá em público o que diz em privado desde o início do segundo reinado de madame: 1) “Dilma não ouve o que eu digo”; 2) “Quando ouve não faz.” As frases são injustas e inúteis. São injustas porque Dilma nunca escondeu a devoção que dedica ao criador. São inúteis porque, depois que Dilma terceirizou sua gestão ao criador, qualquer criança de cinco anos sabe que Lula enxerga no espelho a imagem de um culpado.

Ele chegou a esta condição por seus próprios deméritos. Por dois mandatos, abasteceu sua base congressual de propinas. O mensalão secou antes que a cúpula do PT fosse para a cadeia. Mas havia um insuspeitado petrolão. Deflagrada sob Dilma, a Lava Jato emparedou os corruptos. E mandou para cadeia os corruptores. A jazida mixou. Deu-se, então, o previsível: a interrupção do fornecimento regular de propinas converteu aliados em traidores.

Há na Câmara 102 deputados filiados a partidos de oposição. O impedimento de madame foi aprovado por uma massa de impressionantes 367 votos. Nessa conta há 265 silvérios. Quer dizer: os governos financiaram o que agora chamam de “golpe''. Dilma foi picada pelas serpentes “golpistas” que os esquemas da era Lula engordaram. A mais venenosa chama-se Eduardo Cunha.

Governador Paulo Camara emite nota lamentando o afastamento do segundo Presidente em 24 anos

Governador trabalhou de forma incisiva a favor do Impeachment...


O Governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) comentou o resultado de ontem (17), na Câmara dos Deputados, que autorizou a Casa a dar continuidade ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) para o Senado.

O socialista declarou que a decisão da Câmara seguiu a Constituição e o rito do Supremo Tribunal Federal (STF) e lamentou que, num período de 24 anos, dois presidentes da República tenham sofrido impedimento.

Confiram a nota na íntegra:

Dentro das normas constitucionais e de acordo com o rito estabelecido pelo Supremo Tribunal Federal, o plenário da Câmara dos Deputados decidiu dar sequência ao processo de impeachment da Presidente Dilma Rousseff. O julgamento final cabe agora ao Senado Federal. Qualquer que seja ele, evidencia-se, mais uma vez, a robustez e o equilíbrio das instituições democráticas nacionais, em um momento de grande crise no País.

Devemos, no entanto, ter ciência que não é algo singelo e confortável o fato de num período de apenas 24 anos tenha existido a necessidade de afastar dois presidentes da República.

Bem antes da decisão deste domingo, sempre defendi o entendimento, o diálogo e a transparência como vias capazes de reunir os que hoje são adversários. Em mais de uma oportunidade, me pronunciei em favor do desarmamento dos espíritos e da construção de pontes, sem as quais não conseguiremos sequer vislumbrar as urgentes saídas a curto prazo.

Caso o Senado Federal decida dar prosseguimento à deliberação da Câmara dos Deputados é essencial, desde já, não alimentarmos a ilusão de que a eventual substituição da Presidente da República significará o fim da crise econômica, social, política e ética.

Em decorrência dos desafios sem precedentes com os quais o Brasil se depara, não há soluções simples e rápidas à frente. Estamos enfrentando a maior recessão dos últimos 86 anos, com o desemprego em números alarmantes, milhões de famílias endividadas e o crescimento da miséria, que demoramos tanto tempo para começar a reverter. Não podemos deixar de ressaltar que as maiores vítimas de todo esse cenário recessivo são os que mais precisam do apoio dos serviços públicos de Saúde, Educação, Segurança e Assistência Social.

Os mais necessitados – que talvez tenham ficado de fora de todo esse enfrentamento exacerbado – são os mais prejudicados pela derrocada acelerada da economia brasileira: perderam empregos, se endividaram e enfrentam um custo de vida, com alta inflação, que há muito não se via no Brasil.

Precisamos reagir à polarização exacerbada e ao radicalismo irresponsável que levam apenas à consolidação dos impasses. É necessário um diálogo em favor do Brasil. Precisamos reunir todos aqueles de boa vontade, todos aqueles comprometidos com o futuro dos brasileiros, em um pacto econômico, social e político que viabilize a reconstrução do País e possibilite a renovação das esperanças nacionais.

Como afirmo e faço desde que assumi o Governo do Estado de Pernambuco, reitero a minha disposição de contribuir para que esse indispensável pacto se efetive, com o apoio do valoroso povo pernambucano.

Paulo Câmara/Governador do Estado de Pernambuco

Geraldo Neto promete investir na base e manter crescimento do Salgueiro

Geraldo Neto, Salgueiro (Foto: Emerson Rocha)
Geraldo Neto em entrevista para o Globo Esporte.Com
Geraldo Neto assumiu o comando do Carcará do Sertão em Março passado e já está com a cabeça focada no futuro, seja para manter o crescimento do Clube seja para montar as divisões de base do time. Ele concedeu uma entrevista para o Globo Esporte.Com, que o blog reproduz na integra:

Responsável por conduzir o Salgueiro nos próximos quatro anos, o novo presidente do clube traçou os pontos primordiais da sua gestão, que começou em março. Empresário, 27 anos e filho do ex-presidente Clebel Cordeiro, Geraldo Gonçalves Vidal Neto tem como principal objetivo fazer com que o Carcará, consolidado como a quarta força do futebol pernambucano, não estagne. 

Para isso, o jovem cartola aposta na formação de jogadores e no surgimento de torcedores que tenham o Tricolor Sertanejo como o primeiro time do coração.
– Hoje o meu maior trabalho seria a base. Desejo fazer a implantação da base, do centro de treinamento e começar a formar os novos torcedores – afirmou Geraldo Neto.

Em entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com, Geraldo Neto colocou o planejamento como a chave do sucesso para uma boa gestão. Para ele, que até pouco tempo exercia o cargo de vice-presidente do Salgueiro, o aprendizado adquirido naquela época será fundamental durante seu mandato.
– Meu trabalho é bem em cima de planejamento. A gente planeja e tenta ao máximo seguir à risca.
Abaixo, o presidente do Salgueiro fala sobre o contato com o torcedor, a gestão de Clebel, o assédio de outros clubes ao técnico Sérgio China e os planos para o crescimento do Carcará. Além disso, com o Tricolor Sertanejo disputando mais uma semifinal do Pernambucano, Geraldo diz que a equipe deu graça ao campeonato estadual.

GloboEsporte.com: Quem é Geraldo Neto? - Geraldo Neto: Sou uma pessoa que procura andar na organização. Não sou, como posso dizer, arriscado como Clebel, que se arrisca demais. Eu procuro seguir uma linha de organização. Não busco ser tão arrojado, gosto mais de trabalhar com uma pauta, com planejamento. Antes de assumir em março, como presidente, a gente já vinha trabalhando desde dezembro dentro do Salgueiro: nas contratações, ver questão de patrocínios, montar premiações, objetivos, sentar com Sérgio China, Carlos José (gerente de futebol), jogadores. Então, meu trabalho é bem em cima de planejamento. A gente planeja e tenta ao máximo seguir à risca. 

Qual será a principal marca da sua gestão? - Hoje o meu maior trabalho seria a base. Desejo fazer a implantação da base, do centro de treinamento e começar a formar os novos torcedores. Se a gente começa a trabalhar com crianças, o que nós queremos buscar com as escolinhas, já que hoje os torcedores do Salgueiro são torcedores do Vasco, Flamengo, Sport, Santa Cruz, Náutico, Palmeira, ele começa a torcer para o Salgueiro como o primeiro clube. Trabalhando o torcedor ainda criança, a gente tem a certeza de que o Salgueiro vai perdurar por mais 10, 20, 50 anos de trabalho. Esse é o nosso maior intuito. 

Você é o idealizador do programa de sócio do clube. Como tem sido a aceitação do torcedor? Estamos dando uma reformulada no programa de sócio. Vamos fazer um ano, conseguimos em média 750 sócios titulares, com os dependentes ultrapassamos 1500. Queremos regularizar a situação dos inadimplentes. Estamos buscando um novo programa, dar uma repaginada. Nós estamos estudando o que deu certo neste ano e o que não deu, para atualizar o programa agora quando ele completa um ano. 

Depois do Fim do Todos Com a Nota a presença do torcedor caiu muito no Salgueirão. Como fazer para muar esse quadro? - Estamos repaginando o programa de sócio torcedor justamente para ver se consegue dar um up na quantidade de público. Ver se a gente consegue, nesse próximo ano, no mínimo dobrar o número de sócios, indo para 1500, 2 mil titulares. 

Além do Sou Carcará, o Salgueiro tem outros projetos para captação de recurso? - Quando começa a trabalhar o torcedor de criança, a gente tem a certeza de que o Salgueiro vai perdurar por mais 10, 20, 50 anos."A gente agora começou o trabalho com o centro de treinamento, que está com os campos prontos. Mandamos fazer as traves, está cortando, ajeitando, já fez a revisão do sistema de irrigação, para começar o trabalho de base e o trabalho das escolinhas.

Algum projeto para trabalhar a imagem do clube? - Estamos com uma empresa de marketing e a gente está trabalhando para levar a marca do Salgueiro para outras regiões. Esse lance da escolinha, é montar uma em Petrolina, já temos duas vendidas para o Piauí, já temos escolinha na região do Agreste de Pernambuco e vamos tentar, justamente, levar o nome do clube para fora com esse trabalho. 

Você é ativo nas redes sociais. É bom manter esse contato com o torcedor? - Eu sou um torcedor apaixonado. Tenho contato com toda a torcida, a organizada, o público em geral. Eu vou buscar muito nesta gestão a opinião do torcedor. Agora mesmo, a gente está discutindo como seria uma promoção para o jogo contra o Sport. Nós buscamos muito escutar o torcedor para ver como seria uma forma de ajudar o time e levar o torcedor a campo. 

De tudo o que você aprendeu ao longo dos anos no Salgueiro, o que pretende usar na sua gestão?
A ousadia. Nunca se sentir pequeno. Sempre ir de igual para igual, independente da equipe que a gente venha a enfrentar, seja um time com a folha como de Flamengo e Internacional, que já enfrentamos, e buscar o nosso espaço.

Qual a sua avaliação sobre o trabalho de Sérgio China? - O trabalho de Sérgio China é inquestionável. É um cara que conversa muito com a gente. Ele é um estudioso do futebol, estuda os adversários, monta o time, obedece o nosso planejamento. Até agora ele vem cumprindo o nosso planejamento. Alguns torcedores reclamam que em alguns jogos ele coloca time misto, mas isso está dentro do planejamento para que a gente atinja a meta que foi definida. 

O assédio de outros clubes em cima de Sérgio China tem sido grande? - Tem sido, mas nós temos um compromisso de trabalho. Estamos tentado cumprir, tanto da minha parte como da dele, para ver se a gente consegue manter esse compromisso por mais uma temporada.

Existe alguma multa rescisória no contrato de China? - Não. Ele é livre, não tem nenhum impedimento. É uma coisa que meu pai sempre trabalhou e eu pretendo trabalhar também: futebol é um meio um pouco ingrato de período. Imagina eu pegar um jogador agora e tentar prendê-lo. Uma carreira curta, ele pode brilhar, ganhar o mundo e eu prender ele no Salgueiro. A mesma coisa é com Sérgio China. Ele vem fazendo um trabalho espetacular. Pode treinar um clube de Série B, Série A e eu vou prender ele? Então, a gente tem essa conversa que, se for para uma coisa melhor, eu não vou prender. 

As boas campanhas do Salgueiro nos últimos anos deram um ânimo novo ao Campeonato Pernambucano? - O Salgueiro deu graça ao campeonato. Antes só ganhavam os três (Sport, Santa Cruz e Náutico) e nós chegamos para brigar. A gente vai brigar para se manter como a quarta força do futebol de Pernambuco e continuar brigando de igual para igual.

E a expectativa para a semifinal contra o Sport? - É um desafio. Temos que encarar todo jogo, respeitando a equipe do Sport. Deus está vendo o nosso trabalho, com o orçamento que temos, uma luta diária e a gente vai brigar pelo nosso espaço, como sempre foi brigado, como sempre Clebel gostou de ir para cima e brigar com os outros clubes. Nós vamos tentar fazer a mesma coisa. No ano passado a gente passou e agora vamos tentar fazer a mesma coisa e, quem sabe, ser campeão pernambucano, trazendo o título para o interior.
 
Quais os erros cometidos por seu pai que você espera não cometer? - O Salgueiro deu  graça ao campeonato. Antes só ganhavam os três (Sport, Santa Cruz e Náutico) e nós chegamos para brigar". Acho que ele vem com uma gestão, na minha opinião, impecável na medida do foco que ele vem trabalhando. Hoje, o que eu quero, é direcionar o foco um pouco mais na formação, em trabalhar com jogadores jovens, essa questão das escolinhas. Essa é a minha vontade. Mas, quanto a gestão dele, eu acho inquestionável. Série B, passou para as oitavas de final da Copa do Brasil, então, quero tentar fazer o máximo parecido possível.

Hoje, a última palavra no Salgueiro pertence a Geraldo Neto? - A última palavra é minha. Quando eu assumi a empresa (da família), Clebel falou a mesma coisa. Ele chegou até mim e disse: para dar certo, toda vez que você for tomar uma decisão, tome como se fosse eu. Do jeito que eu te ensinei. Essa confiança que ele tem, dá carta branca para a gente poder trabalhar.

O seu mandato é de quatro anos. Como você vê o Salgueiro em 2020? - Espero que a gente tenha conseguido cumprir o planejamento. Subir para a Série B, conseguir revelar talentos, montar as escolinhas, os projetos sociais. Que o clube esteja em outro patamar. Que o que ele conseguiu em 11 anos, dê continuidade nesse crescimento. Que a gente não estagne por já ter chegado aqui. Que continue sempre crescendo.

Alguma mensagem especial para o torcedor? - O apoio para a existência do time é a torcida. Que ela acredite no nosso trabalho, assim como vem acreditando no trabalho de Clebel, na comissão técnica, que a gente vai tentar dar continuidade neste estilo de gestão. O apoio que pode ser dado é se associando, indo a campo, incentivando. É como a gente vem trabalhando no sócio torcedor: unidos seremos mais fortes.

Por 367 a Camara dos Deputados aprova Relatório contrário à Presidente Dilma

O relatório foi aprovado com 25 votos além do mínimo necessário
Após mais de 6 horas de votação, 511 Deputados aprovaram por uma ampla maioria o Relatório do Deputado Jovair Arantes ( PSD-GO ). Ao final 367 deputados ( 25 acima dos 342 necessários ) disseram SIM e deram ao Senado a prerrogativa de Julgar e, eventualmente, Condenar a Presidente Dilma Vana Rousseff. O Governo obteve 137 votos, muito abaixo do que diziam ter seus Assessores, outros 7 Deputados se abstiveram de votar ( sobretudo do PDT e do PR ) e ainda foram verificadas 2 ausências.

A votação teve início por Roraima e na sequencia foi o Rio Grande do Sul e percorreu todo o Brasil. Quando votava a bancada de Minas Gerais já estava claro para todos que o Processo seria aprovado. Até mesmo o voto dos Governistas já demonstravam a apatia que a derrota certa traria. A Bahia poderia ter resolvido a questão, mas um grande número de votos a favor do Governo impediu isso. A Paraíba trouxe uma surpresa e tanto nos seus votos e coube ao Deputado Bruno Araújo, do PSDB e líder da Oposição, dar o voto decisivo. Ele ficou por demais emocionado e deu um voto com palavras fortes.

O Governo Dilma perdeu de uma forma muito dura. Perder, por qualquer diferença, já seria desastroso, mas não conseguir somar sequer 160 votos é tenebroso. E olhem que teve compra de votos, segundo alguns até com dinheiro em espécie. E o que o PT conseguiu foi 137 votos ou menos de um quarto da Câmara. Quem tem tao pouco apoio não tem mais o que fazer no Palácio do Planalto.

E agora, o que acontece? Bom, Dilma ainda é a Presidente. Ela só deixa o Palácio do Planalto ( e também o da Alvorada ) quando o Senado ratificar a decisão da Câmara. Quando isso acontecer ela será afastada por até 180 dias ( seis meses ) enquanto o Senado julga Dilma, sob a Presidência do Ricardo Levandowski, que é o atual Presidente do Supremo Tribunal Federal. O Vice-Presidente assume interinamente a Presidência, com o Presidente da Camara ( sim, ele mesmo, Eduardo Cunha ) passa a ser o Vice-Presidente. Para ratificar a saída de Dilma, são necessários 41 votos e algumas contagens dão conta que existam 52 votos contrários à Dilma. 

Se na hora de votar o relatório final, existirem 55 votos ela perde o mandato e o Vice-Presidente Michel Temer assume em definitivo e, em tese, completará o mandato até 2018. Em tese porque ele ainda irá enfrentar Processo no TSE pelo fato da Chapa ter usado dinheiro desviado da Petrobrás. Dilma volta ao poder se conseguir 28 votos ou mais. 

Agora, imaginem como ela voltaria ao poder após 6 meses de um Governo Temer... 

domingo, abril 17

Este não é um domingo qualquer



Por Machado Freire 


Hoje, logo cedo, ouvi a bela e lúcida entrevista do grande senador pernambucano Cristóvão Buarque. É o meu candidato à Presidência da República. Um homem que o PT perdeu porque é ético e conhece política e a trata a coisa pública com seriedade. Hoje não é um domingo como outro qualquer. Temos consciência de que não é simplesmente afastando a presidente derrotada (moral, política e administrativamente) que vamos melhorar/solucionar de uma vez a péssima situação em que nosso País se encontra. 

E quem o deixou nessa triste situação foram Dilma, o partido dela e sua turma, liderada por Lula. Ora, ela "administra" junto com o partido dela, o PT. Só um louco varrido não entende uma coisa tão simples. Então, esse "bota fora" não está acontecendo a meu pedido, de quem votou ou não votou nela. É um pedido feito por políticos que estavam ao lado dela, que faziam parte de toda essa nojeira. O pedido deles, e de pessoas decentes, como os juristas que assinaram o "impedimento", foi aceito (na forma e dentro do Direito) pela Corte Suprema da nação, tanto que está sendo votado hoje apesar de vários e vários pedidos apresentados à justiça pelos que afirmam que o procedimento é um golpe. Haveremos como cidadãos, eleitores e contribuintes de aceitar o resultado da Câmara Federal, seja ele qual for. 

Dura lex sed lex ! Então, em caso de vitória e se o vice- presidente Temer for escalado para assumir o mandato de presidente, a sociedade tem a obrigação de exigir que ele e sua equipe tomem as rédeas da administração publica e realizem um trabalho digno das necessidades da pobreza que cresce todo dia em nosso Brasil. Além de cortar os gastos supérfluos e imorais, reduzir drasticamente os ministérios, demitir os quase vinte mil aproveitadores que ganham gordos salários na área do Governo Federal. "Cortar na carne" e levar ás barras da Justiça todos os bandidos - com ou sem mandatos, parentes, empresários e demais apaniguados do atual governo. 

Usar aquela vassoura que Jânio Quadros disse que iria varrer a corrupção no Brasil. Fiscalizar todas as obras paralisadas- a exemplo da Transnordestina, do complexo de Suape e a Transposição e colocá-las para funcionar em ritmo acelerado. Colocar nos ministérios da Saúde e Educação profissionais sérios que deem conta do recado e trabalhem para amenizar o sofrimento da pobreza que dorme nos corredores dos hospitais, e de jovens que continuam pagando mensalidades caras. Cristóvão Buarque defende o ensino público e gratuito. Chamar os governadores e prefeitos para um verdadeiro pacto de paz, contra a violência e a bandidagem, em todos os níveis. Prestar contas ao País todo mês. Assim, teremos muitos outros domingos felizes para todos.

sábado, abril 16

Um domingo histórico

24 anos depois o cenário pode ser repetir...
Neste Domingo, dia 17, o Brasil vai parar.  E não será por um GP de F1 ( como nos áureos anos 80 e início dos 90 ) nem por um jogo de futebol, mas sim pela votação do segundo pedido de Impeachment da História. Antes desde Processo contra Dilma só tivemos um outro Presidente que passara por isso: Fernando Collor de Melo, em 1992.

Neste momento em 1992 era certeza que o Processo seria aberto e remetido ao Senado, com o imediato afastamento do "presidente colorido". Agora o Governo Dilma Rousseff não entregou os pontos e tem usado todas as armas, algumas bem distantes de serem republicanas, para alcançar a meta que lhe salva: 172 votos e/ou abstenções. Segundo contagens do próprio Governo a meta sera alcançada com uma margem de até 8 votos ( ou seja, 180 no total ). Segundo as contas dos que são pró-impeachment o total de votos seriam entre 355 e 371.

O fato é que só saberemos isso no momento da votação. O que é possível saber, com certeza absoluta, é que mesmo que obtenha uma vitória Dilma sairá derrotada. Ela não tem como conseguir Governar com menos de 200 votos. E ela mesmo disse que não negocia com Golpistas.

E o brasileiro no meio do fuá, como disse o amigo Edval Dantas no Facebook. 

sexta-feira, abril 15

Etiene Medeiros consegue mais um índice para a Rio 2016

Etiene vai nadar 3 provas nas Olimpíadas.
O Brasil tem poucas modalidades fortes nas olimpíadas. E quando se fala de mulheres, ai as chance decaem consideravelmente. Pernambuco tem, como todos sabem, uma heroína em Yanne Marques, de Afogados da Ingazeira, que é uma das melhores do mundo no Pentatlo Moderno. O que poucos, com certeza, sabem é que temos outras pérola nascida em terras pernambucanas: Etiene Medeiros da Natação.

Até agora nenhuma brasileira subiu no pódio olímpico pela Natação. Nas piscinas cariocas existem uma chance real desse tabu acabar. Etiene é a atual campeã mundial ( em piscina curta, de 25m ) em duas provas e é detentora de uma medalha de prata no mundial ( piscina normal, de 50m ) nos 50m nado de costas. Ela vai - até agora - nadar 3 provas: os 50 e os 100m livres e hoje conseguiu índice para nadar os 100m Borboleta, no primeiro dia do Troféu Maria Lenk ( esta a maior nadadora de nossa história ).

Ela poderá nadar ainda o revezamento 4x100m livres. Chances reais de medalha nesta prova o Brasil não tem, mas poderia fazer o maior resultado em Jogos. Nas outras 3 provas ela tem chances de buscar medalhas em todas.

quinta-feira, abril 14

Governo diz ter 186 votos, mas recorre - duas vezes - ao Supremo para barrar o Impeachment...

Chefe da AGU recorre ao Supremo para tentar salvar o Governo...
O Governo faz um jogo desesperado neste dia que antecede o início da votação do Impeachment da Presidente Dilma no plenário da Câmara dos Deputados. Para seus filiados espalha que obteve 186 votos contrário ao prosseguimento do Processo contra a Presidente, mas entra no Supremo tentando barrar a votação com duas ações, uma delas pela AGU e outra pelo PC do B.

A pergunta que fica é: porque raios ir ao Supremo Tribunal Federal buscando suspender um jogo onde você tem folga de 12 votos, uma vez que o Governo somente necessita de 172 votos e diz ter 186? Das duas uma: 

a) Você não confia em muitos nomes na lista;
b) Você não tem, sequer, 172 nomes confirmados.

Eu, particularmente, acredito que possam ser as duas coisas juntas, ou seja, a lista existe mas é menor do que a anunciada e mesmo estes nomes não dão segurança alguma ao Governo. A realidade é uma só: o PT está em desespero e sabe que, mesmo que vença, o Governo acabou. Aliás, eu acho que acabou bem antes de sequer ter começado. Mas isso fica para outro post...

quarta-feira, abril 13

Estadão procurou Senadores e existem 42 votos contra Dilma no Senado






Segundo o Jornal o Estado de São Paulo, existem 42 Senadores ( marcados em azul ) com posicionamento favorável ao afastamento de Dilma Rousseff quando, e se, o Processo de Impeachment chegar no Senado Federal. Convém lembrar que este número - se mantido - é o suficiente para que Dilma seja afastada por até 180 dias enquanto o Processo é julgado no Senado sob o comando de Roberto Levandowski, que atualmente preside o Supremo Tribunal Federal. 

Esses 42 votos tem 1 voto acima do que é necessário para dar prosseguimento ao Impeachment no Senado, mas fica abaixo do que é necessário para afastar de modo definitivo Dilma Rousseff, pois para isso são necessários 2/3, ou seja, 55 votos. Acima temos o atual posicionamento de todos os 81 Senadores. Caso realmente venha a sofrer Processo no Senado, alguns nomes podem mudar porque temos vários suplentes e é possível que os titulares voltem para alterar o voto. 

Em todo caso é um cenário muito negro para Dilma.

terça-feira, abril 12

E eis que o Marco Polo, aquele que não viaja, reassumiu a Presidência da CBF

E o grande "capo" está de volta... até quando?
Eu, sinceramente, não sei a quantidade de leitores que entendem quando cito que o Presidente da CBF é o Marco Polo que não viaja. Sendo assim, vamos a um pouco de história da humanidade: Marco Polo ( Veneza - 15/09/1254 - Veneza, 08/01/1324 ) foi um mercador, embaixador e explorador que nasceu na República de Veneza, durante a Idade Média. Juntamente com o seu pai e seu tio, Nicolau Polo e Matteo Polo, foram uns dos primeiros ocidentais a percorrer a Rota da Seda. Partiram no início de 1272 do porto de Laiasso na Armênia. O relato detalhado das suas viagens pelo Oriente, incluindo a China, foi durante muito tempo uma das poucas fontes de informação sobre a Ásia no Ocidente.

Acho que essa, breve, explicação resolva a questão. Pois bem, Del Nero ( e aqui temos outro personagem histórico, aquele que meteu fogo em Roma ) voltou da sua segunda licença como Presidente da CBF - Casa Bandida do Futebol em termo criado por Juca Kfouri - nesta segunda. Isso de forma oficial, porque desde sexta que ele convocou os 5 Vice-Presidentes da entidade para a reunião de ontem.

E porque ele reapareceu? Simples: amanhã acontece o sorteio dos grupos do Torneio de Futebol da Olimpíada e ele, claro, quer tirar fotos como anfitrião do evento. E muito provavelmente na quinta ele peça outra licença. E caso não peça, com 100% de certeza, ele não sairá do País, muito menos para ir a Copa América do Centenário, que será realizada nos EUA.

É ou não ir contra o nome que tem? Se bem que com relação ao sobrenome famoso...

Por 38x27 o Relatório Favorável ao Impeachment é aprovado

O placar foi mais folgado do que o esperado...
Nesta segunda o relatório do Deputado Jovair Antunes, favorável ao Impeachment, foi aprovado pelo placar de 38x27. Nas contas dos Governistas eles conseguiriam ao menos 30 votos. Com várias defecções o Governo sofreu uma derrota esperada, mas pela margem acima da esperada o medo é que aumente a debandada entre os ( poucos ) deputados dispostos a segurar o rojão do Governo.

Na sexta começará a Sessão Plenária para votação e muito provavelmente ela entrará pelo final de Semana. A conta é simples: para que o Processo siga para o Senado são necessários 342 ( dois terços de 513 mais 1 ). Se a soma, em qualquer momento, chegar em 172 a Presidente Dilma se livrará deste processo, mas não de outros que tramitam na casa.

A semana será de intensas conversas e, claro, negociações.

O dia em que Senna deu banho em todo mundo na pista de Donnington Park


Na largada nem dava para imaginar o que aconteceria...
Senna soberano na chuva, uma rotina
Neste dia ele acertou em tudo, até na hora de trocar os pneus

Para muitos Ayrton Senna da Silva foi o melhor piloto de todos os tempos. Em suas 10 temporadas completas, ele venceu 3 e foi vice-campeão em outras 2, uma vez terminou em terceiro e em outras duas foi o quarto colocado. Venceu 41 corridas ( em 161 corridas onde largou ) e detinha a mais mais assombrosa possível de 65 poles, marca que apenas Schumacher conseguiu superar. E tudo isso numa época em que as temporadas tinham apenas 16 corridas. Este ano por exemplo teremos inacreditáveis 21...

Para quem não viu ele correr e acompanha a categoria desde 2000, esses números parecem nada, quando vemos Schumacher, Vettell e Hamilton dominando a categoria como fizeram neste período - com apenas Alonso e Raikkonnen se metendo entre eles - e os feitos de Senna menos importantes. Acontece que Senna viveu o fim da era do equilíbrio na F1 e o começo da supremacia de uma única equipe. Em 1987 existiam pilotos - de 3 equipes - que poderiam ser campeões. Quando ele venceu sua última corrida ( Austrália 1993 ) era apenas um piloto. Mas seu talento era maior do que isso. E 23 anos atrás ele demonstrou o quanto era grande...

Era o GP da Europa, disputado no travado circuito de Donnington, que pela primeira ( e também única ) vez recebia o circo da F1. As Williams dominaram - como fizeram em quase toda a temporada - os treinos e ficaram com as duas primeiras posições. A McLaren tinha motores Ford Cosworth, mas de uma geração anterior ao que equipava a Bennetton de um certo alemão... sim, ele mesmo: Michael Schumacher. Senna fazia o que podia, mas ficou em quarto no treino do sábado. Tudo conspirava para mais uma vitória tranquila de Prost, que jamais seria ameaçado por Damon Hill...

Eis que o mundo caiu em forma de chuva na madrugada, algo bem comum. Vários pilotos ali jamais tinha posto os pés em Donnington, mas Senna vencera inúmeras corridas ali, muitas delas com chuva. E isso seria fatal para os outros. Alain Prost - incontestavelmente um dos melhores de todos os tempos - jamais gostou de correr na chuva, Hill idem. Schumacher até que consegue bons resultados, mas o às em pista molhada é e sempre será Senna. 

Mais do que falar, melhor é mostrar o que foi aquela primeira volta, que de tao mágica passou para a história. E que, vejam que coisa, foi capaz de suplantar a de outro brasileiro, Rubens Barrichello que saiu da 12ª posição para assumir a 4ª posiçao, ganhando 8 lugares em uma única volta. Vejam o vídeo abaixo:


Depois dessa inacreditável primeira volta, Senna ainda faria muito mais coisas:

  • Marcar a melhor volta da corrida, passando por dentro dos boxes, quando esperava realizar uma troca de pneus e a McLaren não estava pronta;
  • Dar uma volta em Alain Prost, que se arrastava na pista molhada;
  • Vencer com uma volta em cima do segundo colocado. E com o carro horroroso que tinha;
  • Realizar trocas de pneus no momento exato.
Ao fim do Grande Premio da Europa, Senna era o líder do campeonato. Pela última vez em sua carreira, infelizmente. Prost e sua Williams de outro planeta ( na definição do próprio Senna ) iriam para o Tetra com muita facilidade. Ayrton conseguiria um muito comemorado vice-campeonato pelo carro e motor inferiores que usava. Iria começar uma nova fase na Williams em 94. Mas uma barra de direção quebrada na Curva Tamburello em Imola impediram tudo isso.

Mas neste dia de Abril de 93 ele Senna como nunca. E infelizmente nunca mais voltaria a ser. 

domingo, abril 10

Eficiência do Náutico derruba Salgueiro que abusou do direito de perder gols

Esquerdinha todo prosa ao marcar o segundo gol...
O Futebol tem algumas leis chamadas de "máximas". Alguns acreditam piamente nelas, outros não. Mas hoje no Cornélio de Barros Muniz e Sá uma das mais usadas resume bem a partida: "quem não faz, leva". O time da Náutico, limitado, deu em toda a partida 3 chutes no gol e mandou duas destas para o fundo das redes. O Salgueiro perdeu uma "carrada" de gols... mas não fez nenhum. E assim foi derrotado outra vezes pelo Timbu, assim como fora pelo Campinense... isso quer dizer algo? Sei lá, mas pode significar caso cheguemos a segunda final e o rival seja o time de Rosa e Silva.

O Carcará começou a partida parecendo que iria se dar bem... mas tomou um gol em uma grotesca falha defensiva onde a bola sobrou para um rival quase dentro da pequena área. Na jogada seguinte Piauí teve a melhor chance do Salgueiro mas ele nem cruzou e nem chutou. Outras chances foram sendo perdidas, até que perto do fim Esquerdinha cobrou com maestria uma falta sem qualquer chance de defesa para Mondragron. 

Com a derrota o Salgueiro terminou em segundo e vai medir forças com o Sport ( se a máxima do que rolou até aqui prevalecer temos ótimas chances de ir até a final ) enquanto do outro lado o Náutico encara o Santa Cruz, que empatou no Arruda com o rubronegro e corria algum risco, mas no fim em Caruaru o Central conseguiu sua única vitória no Hexagonal, um feito e tanto para o América!!!


Em tempo, a final ainda pode ser em Salgueiro, em duas situações:

a) Salgueiro vence as duas contra o Sport e o Náutico passa com empates contra o Santa Cruz;
b) O Santa elimina o Náutico e ai a final será aqui, não importa como passemos pelo Sport.

Agora é pensar na Ferroviária - que não foi rebaixada - e tentar conseguir passar de fase e garantir uma partida contra o Fluminense de Levir Culpi. Seria no meio da final, caso o time chegue lá, mas é claro que recepcionar outro time de Série A no Salgueirão seria excelente.

sábado, abril 9

Salgueiro recebe Timbu de olho no primeiro lugar do Hexagoal

Devolver a única derrota que sofremos até aqui?
Em termos de posição na Tabela essa campanha de 2016 já é a melhor da história do Salgueiro. Claro que de nada vai adiantar ficarmos em primeiro na tabela e não chegarmos - ao menos - na final. Amanha o Salgueiro tem a chance de devolver a derrota sofrida na Arena Pernambuco por 1x0, numa partida em que o time poderia ter conseguido o empate, desperdiçou até penalty.

Jogando em casa o Carcará precisa apenas vencer o alvirrubro da capital, uma vez em que as duas equipes estão empatadas mas o rival tem saldo melhor, e terminara o Hexagonal do Título ( que não define o campeão!!! ). Qualquer outro resultado manterá os times nas atuais posições. Ser primeiro é importante porque garante ao time decidir em casa a semi e a final ou - se perder na semi - o terceiro lugar, que é de grande valia para 2017 por garantir às vagas na Copa do Brasil e ( principalmente ) na Copa do Nordeste.

Ainda pela última rodada os outros 2 jogos também decidem algo: a quarta vaga para as semi-finais. No Arruda o Santa Cruz, o atual quarto colocado, recebe o Sport e precisa de um empate para se classificar. Caso seja derrotado ai o time precisará que o Central nao perca para o América. Caso o Periquito vença em Caruaru, chegará também aos 10 pontos ( empatando com o Santa ), mas com 3 vitórias contra apenas duas da cobra coral.

Aposto que a classificação ficará com o Salgueiro na frente, com Náutico e Sport na sequencia... e vou me arriscar e colocar o América nas semi-finais. Nada contra os tricolores, é claro. Tampouco uma preferencia por um time, supostamente, mais fraco. Apenas é a percepção. 

Aguardemos.

quinta-feira, abril 7

Cenário do Impeachment hoje, segundo o Placar do Estadão

Governo vai precisar de muito poder de negociação...
Após o voto favorável do Relator Jovair Antunes ( PTB-GO ), teremos uma votação no Plenário, como disse no post anterior. E o que passa a importar agora é quem terá condições de alcançar os votos para vencer. Independente de quantos Deputados compareçam a Sessão, para que o Senado receba autorização para processar Dilma serão necessários 342 votos.

Segundo o Placar acima, preparado pelo Jornal o Estado de São Paulo, os números estão em 259-110. Para 342 faltam 83 pela aprovação da abertura do processo e para derrotá-lo faltam 62. Existem um total de 145 entre indecisos ( 69 ) e que não responderam ( 75 ).

É claro que muita água vai passar debaixo da ponte, mas entre os que mudaram de opinião recentemente temos que Paulo Maluf, ele mesmo, deixou de ser um voto favorável a Dilma para ser um voto contrário. O motivo? Leiam e tentem segurar o riso:


Quantos outros votos o PT perderá até o dia da votação, que deve ser no máxima em uns 10 dias? Só o tempo dirá...

quarta-feira, abril 6

Relatório do Deputado Jovair Antunes é favorável ao Impeachment da Presidente Dilma

Depois de mais de 4 horas e diversas interrupções, veio o voto...
Quando o Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, deu abertura ao Processo de Impeachment ( único ato dependente dele em todo o rito, sempre é prudente dizer ), o Governo Dilma e o Partido dos Trabalhadores acreditava que teria total controle sobre o andamento do processo e que o mesmo seria facilmente barrado no seu nascedouro. Postura mais arrogante e errada impossível. 

Hoje, mais de 5 meses depois do seu começo, foi lido o relatório do Deputado Jovair Antunes ( PTB-GO ). E o conteúdo foi pelo prosseguimento do processo, ou seja, mesmo que derrotado na Comissão Especial do Impeachment, o relatório irá a Plenário. E nem mesmo o Governo acredita conseguir votos para derrotar o texto - de 132 páginas - apresentado após mais de 4 horas. A certeza, por hora, é de perder por muito na Comissão, de 65 membros. 

Dilma sabe bem que seu Governo balança e vai tentar - que ironia - na base da compra de votos ( lembraram dos petistas acusando FHC de fazer isso no passado? ) segurar-se num mandato que claramente foi conquistado violando as leis e a decência. Dilma, como disse ainda em 2014 logo após o pleito, venceu para não saber o que fazer com o segundo mandato, porque já não soubera o que fazer com o primeiro. Venceu atacando os outros do que não agora faz, mas do que já fazia desde 2011.

Se o Governo, com base na compra de votos, conseguirá ou não os votos para barrar o Impeachment na Câmara ( o total é de 172 votos contra, abstenções ou ausências ) eu não sei. O que garanto, e isso eu digo desde que a realidade foi desnudada ainda no calor do segundo turno em 2014, é que o Governo Dilma já era, acabou. E isso é, óbvio, terrível para o Brasil, porque mesmo que consiga os votos, que tipo de Governo vai ficar no poder até 2018? A resposta é igualmente tenebrosa: o pior possível.

CBF cancela jogo do Carcara

Uma notícia bombástica nesta quarta-feira: o jogo Salgueiro X Ferroviária foi cancelado porque o time paulista perdeu-se na logística da viagem.

A data provisória para o confronto é a próxima quarta-feira. O Salgueiro está tomando as medidas cabiveis.

terça-feira, abril 5

José Eduardo Cardozo portou-se como Militante e não como Defensor de Dilma na Comissão do Impeachment

Cardozo, o horroroso, não apresentou nada que se sustente...
Ontem o dia, na Comissão Especial de Impeachment, foi reservado para que a Presidente Dilma Rousseff realizasse sua defesa, como previsto em Lei. Coube ao ex-Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, atual ocupante da AGU - Advocacia Geral da União - ocupar o espaço na Comissão e defender a Presidente.

Defender em termos, porque o que ele fez foi tudo menos defender. Ele ficou fazendo ataques aos Processo, aos Deputados contrários a este e atirou para o lado errado, ou seja, para Eduardo Cunha. A defesa, na prática, resumiu-se a dizer que tudo nao passa de uma retaliação do Presidente da Câmara dos Deputados. Perdeu, é claro, uma grande chance de, verdadeiramente, defender Dilma.

A fala, parece-me muito claro, é uma senha para que a militância do partido saia às ruas repassando que tudo é culpa do Cunha. Acontece que Eduardo Cunha está com os dias contados na Presidência e, legalmente, o fato dele ser quem é em nada altera o Processo de Impeachment. Além disso, alguns Deputados que estavam indecisos saíram afirmando que agora estão fechados contra o Impeachment, devido ao tom agressivo - e em alguns momentos ofensivo - de Cardozo.

Ao que parece, o Governo já sabe que vai perder e quer apenas criar uma situação de que está sendo apeado do poder, para seguir insistindo na patacoada que até aqui tem usado. Não deu certo e nem vai dar.

domingo, abril 3

Tostão, um craque dentro e fora dos gramados, crava: É hora de trocar de técnico

Tostão em três fases sempre sendo brilhante.
Cresci ouvindo maravilhas sobre a Seleção de 1970. E que ninguém ouse dizer a meu pai que a de 82 foi melhor, porque vai comprar uma grande briga. Ele tem um prazer incrível de falar sobre aquele timaço, de como Gérson fazia o que queria com sua perna esquerda, das arrancadas de Jairzinho, da genialidade de Pelé, do toque refinado de Rivelino, da abnegação de Brito, da classe de Carlos Alberto... e de Tostão. 

Meu pai, muitos sabem, é um semi analfabeto mas no futebol ele sabe muito. Herdei isso dele - o gosto pelo futebol de qualidade - e o fato de ser Santista. E, claro, a admiração por aquele time que ficou com a posse definitiva da Jules Rimet. E um daqueles onze craques imortais teve uma carreira, infelizmente, mais curta: Eduardo Gonçalves, o Tostão. Ídolo maior da maior da história do Cruzeiro ( que era um antes dele e ficou sendo outro depois dele ). Ele que usou a 9 naquela Copa sem jamais ter sido atacante mas que, graças a sua incomparável técnica, fez um papel primoroso naquela Copa. 

Tostao foi obrigado a para cedo, em 1972 quando atuava pelo Vasco da Gama, por causa de um problema na visao que quase lhe custou a vaga na Copa do México. Formou-se em Medicina e ficou fora do mundo da bola por mais de 15 anos. Voltou apenas nos anos 90, no timaço de comentarista da Bandeirantes comandada por Luciano do Valle, ao lado de 2 companheiros de Copa: Gérson e Rivelino. Depois migrou para a ESPN e após para os jornais. Na Folha edita uma concorrida e aguardada coluna. A de hoje, claro, é primorosa.

Com o título "É hora de trocar de técnico", Tostão mostra em detalhes e com ironias únicas, porque Dunga precisa deixar o comando(??) técnico da Seleção. Tostão, que com certeza nem seria convocado por Dunga, mostra de forma serena porque o "invocado" deve cair e, principalmente, porque Tite é quem deve assumir.

Fera como jogador no clube e na seleção e mais fera ainda como cronista. Este é o Eduardo, ou apenas Tostão. E que nunca ousem dizer a meu pai que Tostão está errado em suas opiniões. Se o fizer vai ouvir o que nunca pensou que um dia ouviria na vida...


Tostão comemora o 4º gol na final de 70, marcado por Carlos Alberto, já atrás do gol... um tal de Pelé ao fundo.