Patrocínio

Patrocínio

domingo, fevereiro 19

Acreditem, para Lula Brasil jamais precisou tanto do PT quanto agora

Assistam este vídeo, não recomendado para quem desaprova a roubalheira atual. Volto depois:


As pesquisas feitas - curiosamente após a morte de Marisa Letícia, trouxeram Lula na liderança. Até eu sei que se ele puder ser candidato - duvido que possa - o ex-presidente será competitivo. Ainda mais quando as pesquisas pegaram um extrato na semana seguinte à qual ele ficou em evidência, de forma trágica é claro. Natural que ele apresentasse crescimento nesta situação. Mas quem leu as pesquisas mais a fundo sabe que a situação está longe de ser boa, pois ele não deve passar do patamar visto no primeiro turno. E segundo que ele tem 30% dos que escolheram alguém, mas 70% dos entrevistados não escolheram candidato!!!

Achando pouco, ele resolveu soltar durante essa semana o vídeo acima, convocando os integrantes do Partido a comparecerem aos Congressos Estaduais e depois ao Nacional. Fosse só isso, eu nem me daria tempo de comentar e gastar um post com ele. Mas, sendo quem é, ele claro usou o vídeo para atacar todos os "detratores" e colocar-se ( bem como o Partido ) num patamar diferente dos demais. E é por isso que estou fazendo este post.

Lula vive em uma realidade completamente desconectada com a maioria dos brasileiros. Primeiro ele é elite, seja ela econômica ou política, desde o fim dos anos 70. Segundo porque, de fato, ele acredita ser uma pessoa "ungida", não pelo poder do Espírito Santo, mas sim por ele próprio para salvar o Brasil. Terceiro que, para ele, tudo o que fez foi para o bem maior. Acontece que este bem maior não é o Brasil e sim o do Partido dos Trabalhadores. Por isso ele não vê problema algum nos desmandos acontecidos, porque ele logo alega que "ninguém fez mais do que ele". Como se isso pudesse o absolver dos crimes que a Justiça lhe imputa.

Ele começa falando que 2017 é o ano para recuperar a imagem do Partido. A que imagem ele se refere? A da extrema esquerda da fundação, a do bastião da ética dos anos 90 ou do período antes dele chegar ao poder, quando já era mais "moderado"? Ele não explica, mas fala que é preciso reforçar o legado do partido, que segundo ele é - claro - maior do que tudo o que de errado foi feito. Ai ele logo emenda que o PT vem sendo destruído pelos seus adversários desde 2005. Aqui fica interessante, porque se isso fosse verdade - e não é, o mesmo teria desaparecido. Quem tem destruído a imagem do partido são pessoas do PT como Dirceu, Genuíno, Amaral, Palocci e cia. A maioria presa ou em vias de sê-lo. 

Aludir ao ano de 2005 é emblemático porque remete ao que começou tudo o que está ai. Aqueles escândalos teriam evitado todos os outros que vieram na sequência e que ainda não pararam de acontecer. Lula poderia como Presidente - e não o fez - ter evitado tudo, apenas comandando o partido para o campo da lisura e da ética, bandeiras que levaram-no ao cargo. E não me venham dizer que ele de nada sabia porque isso não cola mais. Porque ele não fez isso? Um dia saberemos, creio eu. Mas não será agora, com certeza. Ele ainda diz que ninguém foi tão atacado quanto o PT... e eu lembro logo do PSDB, mas posso voltar mais atrás e lembrar do PSD de Juscelino. Lorota e mais uma bravata dele. Não satisfeito ele se dirige a todos e diz que "nunca esse país precisou tanto do PT como precisa agora". 

A frase é mesmo emblemática, porque o que o país vive hoje - a maior crise de nossa história - acontece em decorrência de atos praticados durante a permanência do partido na Presidência. Até porque Temer nem tem um ano no cargo - e ele era Vice de Dilma nunca é demais lembrar - e por pior que seja um Presidente não tem como fazer algo tão ruim assim em tão pouco tempo. Lula tenta, na verdade, passar um discurso para a militância e assim fortalecer sua - pouco provável - candidatura. Tenta manter-se em evidência e assim convencer aliados - passados e futuros - de que é um candidato viável. Se vai conseguir ou não é outro papo.

Em uma Democracia como é a nossa, jamais um ex-presidente falaria assim e seria aceito. Mas aqui no Brasil...

Noite violenta em Salgueiro com dois homícidios

Semana anterior ao Carnaval terminou violenta...
Salgueiro, assim como cidades polo regionais, não ficam incólumes ao crescimento da violência vivida no Brasil. E ontem a noite foi - pelo o que me lembre - a mais violenta dos últimos 20 anos, quando aconteceram 2 homicídios, em locais e causas bem distintas entre si.

O primeiro aconteceu na Rua Antônio Alves Conserva, perto da Quadra Esportiva, quando o mecânico Herlon foi cobrar uma dívida ( no valor de R$ 50,00 ) de um homem chamado Sebastião. Quando este não quis pagar, Herlon o ameaçou com uma faca, alem tentar recolher um objeto da casa de Sebastião para saldar a dívida. Neste momento foi alvejado por 5 tiros a queima roupa, falecendo na hora. Sebastião fugiu e seu destino é desconhecido, sendo assim considerado foragido pela Polícia. Tudo isso aconteceu por volta das 20:00hs.

Em algum momento entre esse horário e as primeiras horas da manhã, foi encontrado um corpo em uma das entradas do Mercado Público. Alvejado com uma pedra de grande proporções em sua cabeça, que foi esmagada. A vítima até agora não foi identificada, mas especula-se que seja um morador de rua e que - assim como muitos outros - abrigava-se na entradas do Mercadão e que tudo aconteceu devido a uma briga. O motivo da briga é desconhecido até agora e, talvez, nunca se saiba o que aconteceu.

Fatos isolados, mas que remetem a falta de segurança que está latente para todos em Salgueiro. E agora entramos na semana da Folia de Carnaval. Que sirva de alerta para todos, sobretudo as autoridades policias, que precisamos ter extremo cuidado durante as festividades. Que tudo transcorra em paz nesta semana.

sábado, fevereiro 18

Senador Humberto tenta fazer mea culpa quanto a Lava Jato e fala algo desastroso

.
Humberto Costa tentou ser inteligente... mas, é claro, não conseguiu.
O ( péssimo ) Senador Pernambucano Humberto Costa - PT - concedeu uma entrevista a Veja. E entre as perguntas, o repórter fez uma muito pertinente, mas é a resposta que Humberto dá ela que mais interessa a todos. Confiram o trecho, volto depois:

“O senhor fala como se o problema fosse erro político ou investida da Lava-Jato. Não houve corrupção?

Houve. Houve pessoas que podem ter se beneficiado pessoalmente? Claro. No nosso caso, as coisas que até agora têm sido identificadas foram feitas dentro de uma linha de fortalecer a política do partido. Foram feitas com o propósito de manter o poder e de fortalecer o PT. Nesse processo, perdemos as referências.”

Gostaria de entender, de fato, o que quis dizer o horroroso Senador. Juro, não é piada. Ele diz que, tudo o que foi descoberto até agora, foi para fortalecer a política do partido. Fico pensando se os 2 milhões que José Dirceu  recebeu em forma de uma falsa de prestação de serviços enquadra-se nisso que Humberto Costa disse. Ou se o que Nestor Cerveró fez dentro da Petrobrás também foi em nome de melhorar a política do partido. Quem sabe até mesmo Decídio do Amaral tenha pensado nisso quando foi até a Lula buscando uma alternativa de fuga para Cerveró. Tudo isso teria sido para "fortalecer o PT"? Duvido...

Não fosse apenas isso, ele ainda diz - indiretamente - na sequência que sim o PT roubou, mas que isso foi para o bem de todos, apenas o partido perdeu suas referências. E que referências seriam essas? A ética e a honestidade. É algo asqueroso, nojento mesmo, que um Senador da Republica diga isso com tamanha naturalidade, como se fosse - de fato - algo bom roubar dinheiro público. Seria o caso de transformar o PT no Robin Hood de toda a nação brasileira.

O pior é que ele acredita nisso mesmo. E isso é espantoso, aterrador e cínico. Ele - assim como todos no comando do partido - querem passar a ideia de que são pessoas boazinhas que foram corrompidas pelo sistema, mas que mesmo assim merecem outra chance porque fizeram em nome do povo. A Petrobrás foi sangrada como nunca antes e eles dizem que foi em nome do povo. 

Humberto Costa perdeu uma ótima oportunidade para dizer algo que pudesse melhorar a imagem do partido. Mas preferiu insistir na mistificação. E isso - em nada - ajuda o partido. Muito menos o Brasil.

terça-feira, fevereiro 14

Sérgio Cabral é um caso a ser estudado

Assim estamos todos nós diante do descalabro que este "senhor" fez no Rio de Janeiro...
Eu fui simpático a Sérgio Cabral Filho um dia. Filho de um grande cidadão do estado, político jovem e que, parecia, ser dinâmico. Conseguiu ser eleito duas vezes Governador do Estado do Rio de Janeiro, elegeu o amigo Eduardo Paes ( cooptado do PSDB para o PMDB ) prefeito da capital igualmente duas vezes e - de quebra - ainda conseguiu a proeza de tornar Marcelo Crivella e Lindbergh Farias senadores em 2010. Ao lado de José Mariano Beltrame surfou na onda das UPPs ( desde sempre criticada por mim ), conseguiu ao lado de Lula trazer a Olimpíada para o Brasil e parecia ter virado um político de envergadura nacional. Parecia...

Acontece que, segundo estamos sabendo desde que ele foi preso, tudo era um mar de lama, regado a diamantes, ouro, viagens de luxo e outros salamaleques que os reles mortais brasileiros jamais poderão ter um dia. As investigações mostraram um esquema pesadíssimo de corrupção que - acreditem - faz o Petrolão parecer roubo de doce no Jardim da Infância. Esquema pesado com Empreiteiras, com Fornecedores e sabe-se com mais quem, Cabral montou um rede criminosa que parece não ter precedentes em nossa história. 

O curioso é que tudo isso tenha fico escondido até agora. Como um político com tantos esquemas espúrios conseguiu ficar entre 2007 e 2014 no comando do 2º mais importante e rico Estado do país? Com Lula, por exemplo, indícios de desvios remontam a época em que ele era um mero membro do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, quando nem sonhava ser Presidente do mesmo. De FHC existem suspeitas de antes da Ditadura Militar, sobre Sarney nem se fala e por ai vai. Com Cabral não, tudo ficou escondido. E isso é o que mais espanta.

Como isso foi possível? Tenho uma teoria: envolveu muita gente, mas tanta gente, que as pessoas não tinham como denunciar. Basta ver como foi feita a campanha de seu sucesso, Luiz Fernando Pezão: a imensa maioria dos partidos ficaram do lado e poucos resolveram lançar candidatura própria. Pezão venceu no primeiro turno. Mas como se monta algo assim? É isso que, esperamos, as investigações demonstrem. Primeiro para que possamos evitar que volte a repetir e segundo que mais pessoas possam ser presas.

Sérgio Cabral parecia um estrela em ascensão. Agora a dúvida é saber quantos anos de prisão ele irá acumular. E isso, meus amigos merece um grande estudo. Que não chegará a algo nobre, mas que terá grande utilidade para o Brasil que desejaremos ser no futuro.

quinta-feira, fevereiro 9

O caos no Espírito Santo é algo surreal em todos os sentidos

Esses caras tomaram uma viatura e desfilaram pelas ruas...
O amigo leitor, a menos que tenha viajado para marte, sabe que o Espírito Santo está mais para o inferno do que ao dom divino a que seu nome remete. Mortes, assaltos, saques e outros absurdos tem acontecido no Estado, um dos menores do Brasil em território, mas com um PIB maior do que quase a metade dos integrantes da União. 

O que talvez poucos saibam é que o culpado de tudo isso é a Polícia Militar. É isso que você leu, a culpa é da Polícia Militar. Primeiro porque não pode, por lei, realizar greve. Segundo que para burlar a lei, a corporação está se escondendo atrás das suas famílias para não sair às ruas e proteger os cidadãos. Terceiro porque é dever da Corporação defender os cidadãos, mesmo que alguns idiotas - geralmente de esquerda - queiram extinguir a Polícia Militar.

Enquanto isso, diante do resultado obtido pela Polícia do Espirito Santo, outras corporações em outros estados ensaiam repetir o mesmo. E todos sabem muito bem o que vai acontecer, não é mesmo? Em tempo, deixo claro que sou totalmente a favor de que os PMs lutem por melhorias salariais. E também afirmo que não me incluo entre os imbecis que anseiam o fim da Militarização da Corporação. 

Mas não é por pensar assim, que irei compactuar com violações da lei. Seja quem for o infrator, ainda mais quando este é quem deve cumpri-la.

segunda-feira, fevereiro 6

Alexandre Moraes pode não ser uma grande escolha, problema são as escolhas anteriores...

Alexandre Moraes é uma boa escolha, as ruins foram...

a de Dias Toffoli, cujo currículo era ter sido advogado de campanha do PT...

e a de Roberto Barroso, escolhido por seus defeitos e não suas virtudes
O Presidente Michel Temer ( PMDB ) não perdeu tempo e decidiu fazer sua escolha para o Supremo Tribunal Federal: Alexandre Moraes, atual Ministro da Justiça e Segurança. E, claro, a internet entrou em polvorosa. Sobretudo a parte vermelha das Redes Sociais. As críticas as escolhas são as mais variadas possíveis, indo desde o fato de Moraes ter defendido o PCC ( que coisa, são os esquerdistas quem mais defendem bandidos, não é mesmo? ), passando por suas teses quando lecionava e chegando na sua filiação ao PSDB. De tudo um pouco, foi citado.

Primeiro a parte de ter sido advogado de membros do PCC. Todos tem, pela Constituição vigente, direito a defesa. E é bom que seja assim. Se não fosse Alexandre Moraes ou qualquer outro, os presos que compõem o PCC tem direitos assegurados. Segundo que qualquer um pode defender teses quando professor, porque ali é um cenário acadêmico e todos sabemos que professores não são seres isentos. E por fim que, se por filiação política, como é que Dias Toffoli e Luiz Roberto Barroso foram indicados? E com o silêncio sepulcral das esquerdas, não é mesmo?

Se os Presidentes do PT puderam indicar pessoas próximas às suas ideias, porque Michel Temer não teria direito a isso? E detalhe: as forças dentro do Supremo estão desequilibradas, com mais progressistas do que conservadores. E a Supremo Corte precisa de confronto de ideias, é salutar. E não se trata de vetar direitos individuais, mas é bom para o debate que tenhamos Ministros não alinhados com a esquerda. O que a esquerda queria? Que Temer nomeasse alguém simpático ao MST, CUT, UNE, Aborto e cia Ltda?

Volto às nomeações de Dias Toffoli e Luiz Roberto Barroso. Segundo um amigo, de quem gosto muito, o segundo é o mais preparado de todos os 10 Ministros da atual composição do STF. Eu particularmente prefiro o decano Celso de Mello, mas o amigo é um dos melhores advogados e acho ele - o amigo - credenciado para emitir a opinião que emite. Acontece que Barroso não foi escolhido por suas qualidades e sim por ser simpático as teses do partido que governava o Brasil à época. Suas qualidades, e não as nego, não pesaram para sua nomeação. Ele e o falecido Teori Zavascki foram nomeados para livrar a cara dos petistas condenados pelo Supremo. E curiosamente, ou não, foi exatamente o que aconteceu. Já Dias Toffoli foi indicado por ter sido advogado de três campanhas Petistas ( duas delas presidenciais ) e só. Nada mais. 

Com duas escolhas assim ( e depois só tivemos a de José Edson Facchin ), com critérios tão falhos, podem ser melhores do que a de Alexandre Moraes? Para mim não faz o menor sentido, é claro. Alexandre Moraes pode não ser uma sumidade em termos de Direito, mas preenche uma lacuna que a tempos existe no Supremo, no quesito de posicionamento mais a Direita.

Ainda tem a questão de que ele vai para o Supremo livrar a cara dos membros do atual Governo. Ai eu pergunto: porque os que agora criticam não fizeram isso quando das escolhas de Toffoli e Barroso? Ah, é claro: porque eles eram petistas. Prefiro esperar para criticar a escolha, mas quero que ele se porte como Joaquim Barbosa que nunca sentiu-se devedor de nada a Lula por sua indicação. O resto é chiadeira da esquerda. E se a esquerda acha algo ruim é meio caminho andado para ser bom pro Brasil...

sábado, fevereiro 4

E eis que este escriba estava certo: Transposição só em 2019...

10 anos de atraso e ainda vai demorar mais para sair do papel...
Muitos não gostam de mim por diversos motivos. Mas mesmo estes sabem que eu acerto mais do que erro. E no tocante a Tranposição das Águas do Rio São Francisco desde sempre eu apontei - o óbvio - que a mesma era mais fanfarronice do que uma obra que sairia do papel rapidamente. Eis que estamos aqui no começo de 2017 - 10 anos desde que a mesma começou - e a obra não está pronta.

Um consórcio ganhou a licitação para concluir o trecho entre Salgueiro e Jati, algo que deveria ter ficado pronto em 2009!!! O custo será de pouco mais de 400 milhões, sendo que só neste trecho, ao menos o dobro foi gasto até hoje. O que é - por si só - um absurdo. Que ao menos desta vez a obra seja, finalmente, concluída. Só teremos a ganhar, mas o custo final não terão válido a pena, por causa dos desperdício e roubos. Quem em 2019 possamos aproveitar da água do São Francisco em nossa região.